Negócios

IGP-M tem alta de 1,17% na 2ª prévia de abril com arrefecimento do atacado, diz FGV

IGP-M tem alta de 1,17% na 2ª prévia de abril com arrefecimento do atacado, diz FGV

Frentista abastece carro em posto de gasolina do Rio de Janeiro

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – A alta dos preços ao produtor desacelerou e o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) passou a subir 1,17% na segunda prévia de abril, contra 2,98% no mesmo período do mês anterior, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com esse resultado a taxa acumulada em 12 meses passou a 31,57%, de 31,15% antes.

No período, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral, desacelerou a alta a 1,28%, de 3,72% na segunda prévia de março.

O destaque nesse resultado foi o grupo Matérias-Primas Brutas, que passou a subir 0,16% no período, ante alta de 3,89% no segundo decêndio do mês anterior.

“Sem novas pressões cambiais e maior estabilidade dos preços de commodities em dólar, o índice ao produtor registrou discreta variação entre as matérias-primas brutas”, disse em nota André Braz, coordenador dos índices de preços. “Este comportamento favorece a desaceleração das pressões inflacionárias ao longo da cadeia produtiva fazendo recuar as variações de bens intermediários (5,04% para 2,89%) e bens finais (2,05% para 0,97%).”

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no índice geral, passou a subir 0,65% na segunda prévia de abril, de 0,89% no mesmo período de março.

O grupo Transportes, afetado pelo arrefecimento da gasolina, desacelerou sua alta de 3,52% para 2,13% na segunda leitura de abril.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, passou a registrar alta de 1,30% na segunda prévia de abril de avanço de 1,31% antes.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

A segunda prévia do IGP-M calculou as variações de preços no período entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Veja abaixo a variação dos grupos (em %):

2ª prévia de 2ª prévia de

março abril

IGP-M +2,98

+1,17

IPA +3,72

+1,28

.Estágios

..Bens Finais +2,05

+0,97

..Bens Intermediários +5,04

+2,89

..Matérias Primas Brutas +3,89

+0,16

.Origem

..Produtos Agropecuários +1,60

+1,10

..Produtos Industriais +4,58

+1,35

IPC +0,89

+0,65

.Alimentação +0,11

+0,11

.Habitação +0,37

+0,47

.Vestuário +0,40

+0,16

.Saúde e Cuidados +0,41

Pessoais +0,76

.Educação, Leitura e +0,18

Recreação -0,62

.Transportes +3,52

+2,13

.Despesas Diversas +0,18

+0,49

.Comunicação -0,11

+0,27

INCC +1,31

+1,30

.Materiais, Equipamentos +2,35

e Serviços +2,57

.Mão de Obra +0,29

+0,01

(Edição de Camila Moreira)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3I0PS-BASEIMAGE

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Updated