Tecnologia

iFood foca em supermercados com a compra do SiteMercado

Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro

A empresa quer expandir sua atuação na categoria de Mercado (Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro)

O iFood anunciou hoje (16) a aquisição do SiteMercado, empresa que oferece soluções de e-commerce para supermercados, para acelerar a expansão do iFood Mercado. A aquisição consolida a entrega de itens de mercado como parte fundamental do negócio do aplicativo.

A empresa quer expandir sua atuação na categoria de Mercado, uma das maiores do varejo brasileiro. O objetivo é conseguir chegar às pequenas pequenas redes de supermercados e mercearias independentes.

+ Procon-SP multa iFood em R$ 2,5 milhões por ‘golpe da maquininha’
+ Desembargadora derruba liminar que obrigava iFood a pagar mínimo a entregadores

A SiteMercado integra aos sistemas de front e back-end de um supermercado para garantir preço e a disponibilidade de produtos nas compras online. O iFood Mercado foi lançado em 2019 e já atende 2.100 estabelecimentos, em 200 cidades do Brasil, com crescimento de pedidos mensais de mais de 100%.

“Conseguimos escalar o iFood Mercado rapidamente devido à nossa parceria com o SiteMercado. Temos a certeza de que a integração total do SiteMercado com o iFood nos proporcionará ainda mais expertise “, afirmou, em nota, Henrique Iwamoto, vice-presidente de Negócios do iFood. O valor da transação não foi divulgado.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?