Negócios

Ibovespa tem mínima desde abril com exterior hostil e riscos político e fiscal no Brasil

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Ibovespa fechou em queda pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira (17) (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)



SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em queda pelo segundo pregão consecutivo nesta terça-feira, renovando mínimas desde abril e voltando a ficar no vermelho no acumulado do ano, em meio a um ambiente externo hostil, com preocupações sobre o crescimento econômico e sem alívio nos ruídos fiscais e políticos no Brasil.

Dólar fecha em queda de 0,25%, a R$5,2682

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,3%, a 117.635,73 pontos, segundo dados preliminares, em sessão véspera de vencimentos dos contratos de opções sobre o Ibovespa e Ibovespa futuro. No ano, agora acumula queda de 1,16%.

O volume financeiro na sessão somava 35 bilhões de reais.