Finanças

Ibovespa cai 0,87%, a 125.052,78 pontos, e acumula perda de 0,72% na semana

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Ibovespa fecha semana com perdas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O Ibovespa encerra a semana acumulando perda de 0,72% no período, vindo de leve ganho de 0,42% na anterior. Hoje, contido pelo IPCA-15 acima do esperado para julho, não conseguiu acompanhar o tom positivo observado no exterior, ao fechar em baixa de 0,87%, aos 125.052,78 pontos, entre mínima de 124.421,52 e máxima de 126.203,87 pontos, saindo de abertura aos 126.139,78 pontos. Nesta sexta-feira, o índice da B3 parecia convergir para o nível de fechamento da primeira sessão da semana (19), em que marcou a mínima intradia deste intervalo, aos 123.317,27, para fechar a segunda-feira aos 124.394,57 pontos (-1,24%).

Moedas: dólar opera perto da estabilidade ante rivais, de olho em BCE e Fed

Hoje, o giro financeiro se mostrou ainda mais enfraquecido do que nas últimas sessões, aos R$ 20,7 bilhões – foi o quarto pregão consecutivo em que o volume ficou abaixo dos R$ 30 bilhões. No mês, o índice da B3 cede 1,38%, tendo se mantido na faixa de 124 mil a 126 mil pontos nos fechamentos desta segunda quinzena, após ter chegado a 128,4 mil pontos no melhor momento de julho, aos 128,4 mil pontos no encerramento do último dia 14, saindo de 125,6 mil no primeiro fechamento do período.

A perda de vigor do índice coincide com a retirada de recursos estrangeiros da B3: no mês até o dia 21, os saques líquidos se aproximam de R$ 5 bilhões, com ingresso no ano a R$ 43 bilhões. No meio da tarde, o Ibovespa passou a renovar mínimas abaixo dos 125 mil pontos, enquanto o dólar à vista virava para o positivo, a R$ 5,23 na máxima do dia, apesar da reação em alta dos DIs ao IPCA-15 de julho. A recuperação mais nítida dos preços no setor de serviços reforça a perspectiva de Selic mais alta, firmando o ciclo de aperto na política monetária doméstica, o qual afeta diretamente o apetite por renda variável.



“Foi a maior variação já registrada pelo índice para um mês de julho desde 2004 (0,93%). O indicador ainda veio acima da expectativa do mercado, pressionado, em julho, pelo aumento das contas de energia elétrica, em meio à crise hídrica no Brasil”, diz Thayná Vieira, economista da Toro Investimentos.

“Nos 12 meses, o indicador, considerado uma prévia do IPCA, acumula alta de 8,59% e revela que a inflação deve encerrar o ano bem acima do teto da meta”, observa Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, destacando a reação do Ibovespa, que mais uma vez testou a linha de 125 mil pontos – “principal suporte de curtíssimo prazo” – e pareceu até perto do fim da sessão a caminho de cedê-la, como na segunda-feira.

“Preocupado com os possíveis impactos na inflação para o ano que vem, o BC deve apertar o ritmo de alta da Selic. Essa percepção inclina ainda mais a curva de juros, com os investidores elevando as apostas de alta de 1 ponto porcentual para a Selic na reunião de 3 de agosto e migrando as projeções para encerrar o ano mais próximo de 7%”, acrescenta o analista.

Assim, o Ibovespa voltou a operar descolado do exterior, onde “os índices acionários europeus tiveram hoje a quarta alta seguida enquanto, em Nova York, o Nasdaq buscava renovar máxima histórica – na semana que vem, a expectativa é pela decisão de política monetária do Federal Reserve”, conforme observa Bruno Madruga, head de renda variável da Monte Bravo Investimentos. Não apenas o Nasdaq, mas também Dow Jones e S&P 500 renovaram recordes de fechamento nesta sexta-feira.

Em Nova York, os ganhos chegaram hoje a 1,04% (Nasdaq). Petrobras PN (-0,59%) e ON (-1,33%) mantiveram-se desconectadas da retomada nos preços do petróleo, com o Brent de volta nesta sexta-feira à casa de US$ 74 por barril. Braskem (-5,56%) segurou a ponta negativa do Ibovespa, à frente de Pão de Açúcar (-3,56%) e Magazine Luiza (-2,80%). No lado oposto, Hypera fechou em alta de 3,52%, Usiminas, de 1,41%, e Locamerica, de 1,06%. Vale ON encerrou o dia em baixa de 0,51%, enquanto as perdas no setor de bancos chegaram a 1,03% (Bradesco PN).

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago