Economia

IABr espera retirada de suspensão de medidas antidumping no setor de aço

O Instituto Aço Brasil (IABr) disse que espera que seja retirada ainda neste ano a suspensão de medidas antidumping contra a importação de aço laminado vindo da China e Rússia. “Esperamos que prevaleça o bom senso”, disse o presidente executivo do Instituto, Marco Polo de Mello Lopes.

A indústria do aço vem criticando o governo da abertura comercial do País em um momento em que o restante dos países vem tomando medidas protecionistas, na esteira da invocação da medida 232 pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que sobretaxou ou impôs cotas à importação de aço pelo País.

O presidente da República, Michel Temer, fez na manhã desta terça-feira, 21, discurso no Congresso Aço Brasil e disse que é preciso proteger a indústria nacional. “Sei dessa preocupação com o protecionismo e reafirmo que temos que proteger nossa indústria”, disse.

Mello Lopes, do IABr, afirmou que a principal reivindicação do setor para o próximo governo é de que a indústria volte a ser priorizada. “Nossa reivindicação é que a indústria passe a ocupar um lugar de importância e prioridade”, disse.

No início deste ano a Câmara de Comércio Exterior (Camex) anunciou a aprovação das medidas compensatórias, na forma de taxas adicionais por um período de até cinco anos, mas, ao mesmo tempo, suspendeu a aplicação de qualquer punição, por “interesse público”.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança