Geral

Huawei cresce 41% na China enquanto Apple tem queda de 30%

O crescimento da Huawei foi quatro vezes maior, somando 29,9 milhões de unidades, enquanto a Apple teve queda de 30% e comercializou 6,5 milhões de aparelhos

Huawei cresce 41% na China enquanto Apple tem queda de 30%

A alta da Huawei é ainda mais significativa já que este é o pior primeiro trimestre para o comércio de smartphones na China desde 2013

Na contramão do pessimismo econômico, a Huawei registrou crescimento de 41% na China no primeiro trimestre de 2019, em relação ao  mesmo período do ano passado. Enquanto isso, todas as rivais, incluindo Apple, tiveram queda no principal mercado do mundo, segundo dados do relatório da consultoria de tecnologia Canalys.

Em comparação com a dona do iPhone, o crescimento da Huawei foi quatro vezes maior, somando 29,9 milhões de unidades vendidas no período, enquanto a Apple teve queda de 30% e comercializou 6,5 milhões de aparelhos.

De acordo com a Canalys, o bom desempenho da Huwaei é reflexo dos investimentos em áreas no interior do país, investimento na infraestrutura das lojas e aumento do portfólio de acessórios.

A alta da Huawei é ainda mais significativa já que este é o pior primeiro trimestre para o comércio de smartphones na China desde 2013. Ao todo foram comercializados 88 milhões de aparelhos no período, uma retração de 3% em comparação ao ano anterior em uma escala cada vez mais negativa.

A empresa também tem sido alvo de diversas polêmicas, inclusive espionagem para o governo chinês e teve a licença para operações de 5G negada por diversos países. Apesar de todos os fatores negativos, a Huawei caminha para tomar a liderança da Samsung como maior vendedora de smartphones.

De acordo com o último relatório da empresa de pesquisa em tecnologia IDC, a produtora chinesa teve alta de 50% em todo o mundo, somando 59 milhões, enquanto a rival sul-coreana teve retração de 8%, comercializando 70 milhões de celulares.