Coluna

Hotel Urbano traça planos de internacionalização de sua operação

Empresa começa a vender reservas de hotéis no Exterior e planeja preparar sua plataforma para aceitar diversos idiomas e moedas. Plano também é abrir escritórios em três países

Hotel Urbano traça planos de internacionalização de sua operação

João Ricardo Mendes reassumiu o cargo de CEO do Hotel Urbano, depois de uma briga de 11 meses

Desde que voltaram ao comando do site de turismo online Hotel Urbano, em outubro do ano passado, os irmãos João Ricardo e José Eduardo Mendes dizem que o objetivo principal foi arrumar a casa.

Agora, com a operação de volta ao rumo, segundo os dois fundadores da startup, a companhia que já chegou a valer R$ 2 bilhões começa um de seus mais ousados planos: a internacionalização de suas operações.

Não pense que a dupla de empreendedores sairá abrindo escritórios ao redor do mundo para fortalecer sua empresa no exterior. Isso até acontecerá, mas será feito de forma cautelosa e sem estardalhaço.

O primeiro passo da estratégia de internacionalização acontecerá nos próximos dias. O Hotel Urbano vai começar a aceitar reservas de hotéis internacionais. No total, o catálogo da companhia contará com 406 mil hotéis do exterior que poderão ser reservados por brasileiros.

As reservas, neste caso, não serão feitas diretamente. O Hotel Urbano fez parcerias com 15 empresas internacionais que serão responsáveis pela intermediação desses acordos.

“Acredito que, no primeiro trimestre de 2018, as reservas internacionais possam representar pelo menos 30% da nossa receita total”, afirmou João Ricardo, ao blog BASTIDORES DAS EMPRESAS.

O segundo passo do Hotel Urbano será a criação de uma plataforma multi-idiomas e multi-moedas até o primeiro trimestre de 2018. Assim, um americano que entre no site o verá todo em inglês. Os preços dos hotéis também estarão em dólar.

Dessa forma, o site se adaptará ao país e a moeda de origem do consumidor, identificando automaticamente o local de onde ele acessa a plataforma. “Hoje, temos um tráfego internacional que não convertemos ainda em vendas”, diz João Ricardo.

A última etapa do projeto é a mais complexa: a abertura de escritórios em outros países. Nessa fase, o plano é ter presença física em três deles. João Ricardo, contudo, não revela os nomes de todos. Apenas diz que o Chile deve ser o primeiro a contar com uma operação internacional do Hotel Urbano.

“Somados esses três países, eles representam um terço do tamanho do mercado brasileiro” afirma João Ricardo. “Em dois anos, queremos ser o número 1 nesses locais.”

O fundador do Hotel Urbano João Ricardo espelha-se na estratégia do Booking, um dos principais sites de reservas de hotéis do mundo, que está em quase todos os países do mundo, mas tem presença física em pouco mas de três dezenas de países.