Economia

Horário de verão proporcionou economia de R$ 159,5 milhões ao País

O horário de verão proporcionou uma economia de R$ 159,5 milhões para o País, de acordo com o Ministério de Minas e Energia. Esse foi o valor que deixou de ser gasto com o acionamento de usinas termelétricas, que geram eletricidade mais cara que as hidrelétricas. O resultado superou a estimativa do governo, que esperava uma economia de R$ 147,5 milhões no período.

Na região Sul, segundo o MME, a demanda de energia no horário de pico noturno caiu 4,3% entre outubro e fevereiro, o equivalente ao dobro do consumo da cidade de Florianópolis (SC). No Sudeste e Centro-Oeste, a economia obtida nesse período foi equivalente à metade da carga do Rio.

O horário de verão durou 126 dias, entre 15 de outubro e 18 de fevereiro.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel