Edição nº 1137 09.09 Ver ediçõs anteriores

Honda ultrapassa Nissan e novo Civic brilha no ranking mundial de 2017

Apesar dos esperados títulos da Toyota e do Corolla como marca e carro mais vendidos do mundo, o crescimento da Honda e do Civic foram os fatos mais relevantes da última temporada

Honda ultrapassa Nissan e novo Civic brilha no ranking mundial de 2017

Honda Civic e Toyota Corolla: ambos brilharam muito no ranking de 2017, mas a briga lá fora é bem mais acirrada do que aqui no Brasil

A consultoria Focus2Move antecipou-se mais uma vez à concorrência e já divulgou os esperados rankings globais de marcas e de modelos, uma semana depois de mostrar a classificação por grupos de fabricantes da indústria automobilística. E deu a lógica nos dois levantamentos, com mais uma vitória da Toyota entre as marcas e a confirmação do Corolla como o modelo de automóvel mais vendido do mundo. Porém, outra marca japonesa surpreendeu.

A Honda teve um incrível crescimento nos dois últimos trimestres e ultrapassou a Nissan na briga pela quarta posição. No primeiro semestre, Honda e Nissan estavam disputando essa posição carro a carro, com vantagem para a Nissan. Mas o levantamento final apontou a Honda como a nova quarta colocada entre as 10 marcas de automóveis mais vendidas no Planeta Carro. Com um crescimento de 8,2% em relação a 2016, a Honda vendeu 20 mil carros a mais que a Nissan, que cresceu 4,4%

Mais surpreendente ainda foi o fantástico desempenho do novo Civic. Um ano depois de estrear sua décima geração, o Honda Civic disparou do décimo para o quarto lugar nas vendas globais, somando 819.005 carros – um crescimento de 21,7%. Se não bastasse isso, a Honda ainda manteve o CR-V, seu maior SUV, na sexta posição do mercado mundial, apesar da levíssima queda de 0,4%.

A aproximação do Honda Civic em relação ao Toyota Corolla dá margem a algumas interpretações. No mercado brasileiro, o Civic não se aproximou tanto do rival como no mercado global. No mundo, as vendas do Civic representam 67% do volume obtido pelo Corolla; no Brasil, o Civic vende apenas 39% do volume do Corolla. Por que? Podem ser dois fatores: 1) a Honda exagerou no preço da nova geração do sedã; 2) o consumidor brasileiro é extremamente conservador e prefere o estilo mais clássico do Corolla do que a esportividade do novo Civic. Também pode ser a soma desses dois fatores. Confira o ranking por marcas.

POS. MARCA VENDAS VAR.
1 TOYOTA 8.713.629 2,40%
2 VOLKSWAGEN 6.832.840 4,70%
3 FORD 6.165.704 -1,20%
4 HONDA 5.162.598 8,20%
5 NISSAN 5.142.398 4,40%
6 HYUNDAI 4.400.042 -9,00%
7 CHEVROLET 4.136.061 -0,10%
8 KIA 2.816.802 -8,40%
9 RENAULT 2.681.392 10,50%
10 MERCEDES 2.551.374 10,10%

A queda da dupla coreana

Se a temporada de 2017 foi fantástica para as japonesas Toyota e Honda, o mesmo não se pode dizer das coreanas Hyundai e Kia. Além de não ter nenhum carro entre os 10 modelos mais vendidos do mundo, as duas marcas da Coreia do Sul foram as únicas desse grupo de elite que tiveram perdas significativas no ranking de vendas.

A Hyundai, sexta colocada, recuou 9%, o que a deixou ainda mais distante da Nissan e já ameaçada pela Chevrolet. Especialmente pelo crescimento do mercado de carros híbridos e elétricos – e pela vantagem da marca estadunidense nesse terreno, com excelentes resultados obtidos pelo Chevrolet Bolt –, pode ser que haja troca de posições entre ambas num futuro próximo. As duas estão na casa dos 4 milhões de carros/ano.

Da mesma forma, porém num patamar mais modesto, na faixa alta da casa dos 2 milhões de carros/ano, a Kia perdeu 8,4% no volume de vendas e passou a ficar bastante ameaçada pela Renault, que cresceu 10,5%. A diferença entre a marca coreana e a francesa caiu para 265 mil carros. Também aqui, a Renault está muito mais avançada do que a Kia na questão dos carros elétricos.

A solidez das marcas alemãs

Campeã mundial do ranking de grupos, onde soma suas vendas com as das marcas Audi, Porsche, Seat, Skoda, Bentley e Lamborghini, entre outras, a Volkswagen está num confortável segundo lugar, com robustos 6,8 milhões de carros vendidos, sem ameaça imediata da Ford, a terceira colocada, com 6,1 milhões. Porém, há alguns anos, a própria Volks tinha estabelecido uma meta de ser líder mundial de vendas em 2018 – e isso é simplesmente impossível de acontecer este ano, pois ela perde da Toyota por uma margem de quase 1,9 milhão de carros.

A outra representante alemã no ranking das Top 10, a Mercedes-Benz, tem o grande mérito de ser a primeira marca premium a aparecer na lista. Com mais de 2,5 milhões de carros vendidos em 2017, a Mercedes perde por apenas 130 mil carros para a popularíssima Renault.

No ranking mundial por modelos (veja abaixo), o VW Golf aparece num excelente terceiro lugar – e também vai crescer com a popularização do mercado de carros híbridos e elétricos. Mas, por menos de 48 mil carros, não conseguiu atingir a casa de 1 milhão de unidades vendidas na mesma temporada (feito exclusivo do Toyota Corolla e da Ford F-Series). Ainda na linha Volkswagen, a nova geração do Tiguan (indisponível no Brasil) teve um crescimento fantástico (34,5%) e pulou da 21ª para a sétima posição.

POS. CARRO VENDAS VAR.
1 Toyota Corolla 1.224.990 -6,60%
2 Ford F-Series 1.076.551 8,70%
3 Volkswagen Golf 952.826 -3,50%
4 Honda Civic 819.005 21,70%
5 Toyota RAV4 807.401 11,00%
6 Honda CR-V 748.048 -0,40%
7 Volkswagen Tiguan 703.143 34,50%
8 Ford Focus 671.923 -6,30%
9 Chevrolet Silverado 660.530 3,50%
10 Volkswagen Polo 656.179 -6,60%


Mais posts

Onix e Compass já têm mais vendas diretas do que as picapes

As vendas de automóveis no Brasil estão mudando com uma velocidade sem precedentes. Não apenas os tipos de carros são outros, mas [...]

FCA lançará três crossovers Fiat, um novo SUV da Jeep e a picape RAM no Brasil

Presidente da Fiat Chrysler Automobiles fala sobre os investimentos da empresa no País até 2022. Globalmente, a FCA investirá 45 [...]

Yaris chega competitivo e completa a estratégia da Toyota

O novo compacto premium da marca japonesa começa a ser produzido em Sorocaba e fica posicionado entre o Etios e o Corolla

Gol desaba na Argentina, mas Volkswagen ainda é líder

Crise econômica no governo Macri afeta as vendas do carro mais vendido do nosso vizinho sul-americano

Quando o carro mata, a culpa pode ser nossa

Nem sempre o veículo, a estrada ou a sinalização das ruas são os responsáveis pelos acidentes. Veja o que você pode fazer para dirigir [...]
Ver mais