Mundo

Henrik da Dinamarca deixa hospital para ‘viver últimos momentos’

Henrik da Dinamarca deixa hospital para ‘viver últimos momentos’

O príncipe Henrik da Dinamarca, em 28 de agosto de 2011, em Chanceaux-près-Loches - AFP/Arquivos

O príncipe Henrik da Dinamarca, marido da rainha Margrethe II, cujo estado de saúde piorou na sexta-feira, foi levado para casa para “viver seus últimos momentos”, anunciou o palácio real nesta terça-feira.

“Sua alteza real, o príncipe Henrik, foi transferido hoje (terça-feira) do Rigshospitalet para o palácio de Fredensborg”, residência real situada a cerca de 40 quilômetros ao norte da capital dinamarquesa, onde o príncipe “deseja viver seus últimos momentos”, segundo o comunicado.

Aos 83 anos, o príncipe Henrik estava hospitalizado desde 28 de janeiro no Rigshospital de Copenhague “para examinar um tumor no pulmão esquerdo”, que acabou por ser benigno, segundo o comunicado, e uma infecção pulmonar.

Na sexta-feira, seu filho, o príncipe herdeiro, interrompeu sua viagem à Coreia do Sul pelos Jogos Olímpicos para ficar ao lado de seu pai.

“O estado de saúde do príncipe permanece reservado”, detalhou o comunicado nesta terça-feira.

A casa real dinamarquesa havia anunciado em setembro que o príncipe consorte sofria de “demência”, uma das formas frequentes do mal de Alzheimer. Embora não tenha mencionado esta doença, o palácio apontou “uma degradação das funções cognitivas”.