Política

Haddad: Bolsonaro não poupará esforços para ameaçar democracia

O ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro não poupará esforços para ameaçar a democracia. O petista defendeu o afastamento do presidente e afirmou que Bolsonaro comete crimes de responsabilidade a cada semana.

Durante participação em ato virtual convocado pelo movimento Direitos Já, o ex-presidenciável citou a participação de Bolsonaro em atos antidemocráticos e a prisão de Fabrício Queiroz, investigado pela prática de “rachadinha” no gabinete do atual senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) quando este era deputado estadual no Rio.

O petista afirmou que Bolsonaro cometeu um crime e usou o advogado Frederick Wassef para esconder Queiroz. “Nesse momento ele se encontra acuado. Queiroz está preso e ameaça a delatar todo o clã Bolsonaro, disse.

Haddad também citou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e conclamou apoio pelo resgate dos direitos políticos do petista.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel