Giro

Hacker tem acesso a 150 mil câmeras de segurança em todo mundo

Crédito: Pixabay

Câmeras de hospitais, prisões, clínicas, empresas como a Tesla foram invadidas (Crédito: Pixabay)

A Verkada, empresa americana de soluções em segurança, está investigando a invasão de 150 mil câmeras usadas em estabelecimentos. As informações foram divulgadas pela BBC.

Câmeras de hospitais, prisões, clínicas, empresas como a Tesla e a Cloudflare e escritórios da própria Verkada foram acessadas.

+ Ataque cibernético comandado por hackers chineses atinge clientes da Microsoft
+ Saiba quais são os equipamentos mais usados por hackers para espionar você

O provedor de software Cloudflare, por exemplo, disse à BBC que foi alertado que várias câmeras teriam sido comprometidas em seus escritórios ao redor do mundo.



O hacker Tille Kottman assumiu autoria do ataque. Os motivos para a invasão teriam sido a curiosidade, luta pela liberdade de informação e contra a propriedade intelectual, além de sentimento anticapitalista e anarquista.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago