Política

Guedes, sobre eleições: centro-direita que apoiou Bolsonaro é grande ganhadora

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez uma leitura sobre o resultado do primeiro turno das eleições municipais, em participação no Congresso da Abrapp. De acordo com o ministro, há muitas narrativas políticas sobre o pleito e um diagnóstico “equivocado” de que a esquerda teria saído vitoriosa. Em sua avaliação, a centro-direita, que teria apoiado a eleição do presidente Jair Bolsonaro, é a grande ganhadora, com os partidos aumentando o número de prefeituras.

“A mesma aliança de centro-direita que ganhou as eleições em 2018 continua ampliando seu espectro de votos. Não se refere a um candidato ou só ao nosso governo, mas a partidos de centro- direita. Partidos importantes de centro-esquerda, que apoiam o governo, perderam prefeituras. Um importante partido mais à esquerda perdeu bastantes prefeituras.”

Pessoalmente, o ministro disse que não tem partido e que não se filiou porque o Brasil nunca teve um partido liberal democrata.

Após a análise, Guedes disse que tem “muita gente” dizendo que o governo está sem articulação política. Mas que o Brasil tem poderes independentes, que, às vezes, um empurra o outro, mas que está tendo “muito barulho” e deixando-se de olhar o sinal dado pela economia brasileira. “Eu sempre disse que o Brasil ia surpreender. No primeiro ano, aprovamos a Previdência.”



Em relação às privatizações, o ministro repetiu que um acordo de centro-esquerda está impedindo o avanço dessa agenda.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel