Economia

Guedes: Não se espantem com alíquota de CBS

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a dizer que a alíquota de 12% prevista para a Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) poderá ser revista caso se mostre “exagerada”. A CBS unifica o PIS e a Cofins e consta na proposta de reforma tributária enviada pelo governo ao Congresso Nacional.

Em live organizada pelo Fórum de Incentivo à Cadeia Leiteira, Guedes pediu que o setor agrícola “não se espante” com a alíquota da CBS porque será permitida dedução ao longo da cadeia. “O contribuinte receberá crédito quase instantaneamente, não é como hoje que ele tem que ir à Justiça”, completou.

O ministro ressaltou que os setores mais atingidos pela CBS serão assistidos por desoneração da folha, que o governo pretende incluir em uma nova etapa de sua reforma tributária.

Em relação ao setor leiteiro, Guedes disse ainda que o câmbio atual torna mais interessante as exportações do produto.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?