Economia

Guedes: abril foi fundo do poço, maio teve ligeira recuperação e junho acelerou

Crédito: Agência Brasil/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que os primeiros indicadores mostram recuperação da economia brasileira em junho. Em evento virtual promovido pela Associação Brasileira de Indústria de Base (Abdib), o ministro disse que dados de arrecadação de impostos e notas fiscais eletrônicas mostram o comércio em junho mais elevado do que no mesmo mês do ano passado.

“Abril foi o fundo do poço, maio começou ligeira recuperação e junho acelerou”, afirmou. O ministro acrescentou que não houve impacto da pandemia em alguns setores, como a construção civil.

+ Guedes: Vamos lançar Renda Brasil com valor mais alto que Bolsa Família
+ Guedes: Choque externo não foi forte 

De acordo com Guedes, antes da pandemia o Brasil estava em “rota de crescimento de 2,5%”. Depois de o IBGE divulgar que o PIB do país cresceu 1,1% em 2019, Guedes disse acreditar que esse número será revisto para cima. O IBGE costuma revisar o dado do ano anterior no segundo semestre.

Na live, Guedes disse que o governo está dedicado a combater trajetória de gastos excessivos e que a reforma administrativa ainda está na pauta. “Voltaremos ao assunto ainda neste governo”, afirmou.

Ele citou que a pandemia acelerou um processo de queda de juros, que já vinha acontecendo e que esse cenário de juro baixo e câmbio alto é melhor para a indústria.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?