Negócios

GSK faz do Brasil um laboratório digital

Crédito: Divulgação

Nas próximas semanas, a britânica GlaxoSmithKline (GSK) dará o pontapé inicial no maior processo de transformação digital de sua história no Brasil. Dona de uma receita de US$ 46 bilhões em 2021, a farmacêutica irá lançar uma série de ações que fomentam a cultura da inovação aberta e do intraempreendedorismo. Traduzindo: a companhia quer acelerar a digitalização dos seus negócios e a interação com clientes e parceiros, segundo a executiva Mirian Rodrigues, CIO da GSK. Ela já firmou parceria com a plataforma de inovação aberta Distrito.me com o objetivo de desenvolver um ecossistema virtual para médicos e profissionais de saúde. Outra frente de atuação é em colaboração com a Eretz.bio, incubadora de startups do Hospital Albert Einstein, para estimular pesquisas nas áreas de oncologia e asma. Tudo para ser mais ágil e simples.

(Nota publicada na edição 1261 da Revista Dinheiro)