Ciência

Gripe, resfriado ou covid-19? Saiba diferenciar

Gripe, resfriado ou covid-19? Saiba diferenciar

Foto de 1º de outubro de 2020 de voluntário desinfetando centro de quarentena em Yangon - AFP

Resfriados, gripes e bronquiolites, principalmente entre as crianças, complicam os diagnósticos médicos, pois as doenças compartilham sintomas com a covid-19. Com a chegada do frio na Europa, a proliferação dessas enfermidades vai complicar a tarefa dos médicos. O problema acontece lá, mas serve de alerta para os cidadãos brasileiros também. Veja abaixo:

– Sintomas semelhantes –

Tosse, congestão nasal, febre, dor de cabeça e dor de garganta, diarreia, fadiga… Esses sintomas podem se manifestar com um resfriado, uma gripe ou a covid-19. Para determinar se é ou não o coronavírus, existe apenas uma solução: o teste de PCR.

“Se tem tosse, febre, dor de garganta, dificuldade para respirar, o melhor é consultar um médico e, em caso de dúvida, fazer um teste de PCR para que possamos isolar o paciente em um caso positivo”, afirma o Dr. Serge Smadja, do associação francesa SOS Medecins.

Se não houver febre, é mais provável que seja um resfriado. Mas também há casos de covid sem febre.

Para a hipótese da gripe, além dos sintomas clássicos (cefaleia e dores musculares, tosse seca, cansaço, calafrios) existe o fato de a febre (entre 39 e 40º C) aparecer de forma brutal, diminuir por volta do quarto dia e voltar a subir por três dias. Mas um contágio duplo de gripe e covid também é possível.

Um estudo americano, publicado no início de setembro na revista Jama, comparou os sintomas de crianças hospitalizadas por gripe e por covid. No segundo caso, os sintomas mais frequentes foram febre, diarreia ou vômitos, dores de cabeça, dores musculares e no peito.

Um quadro clínico sem febre, mas com tosse, fadiga e dificuldades respiratórias pode corresponder a asma.

Finalmente, lesões de pele, como erupções cutâneas, podem ser sinais de covid.

Para as infecções típicas de inverno, as mesmas medidas de prevenção são aplicadas: lavagem das mãos, uso de máscara, distanciamento físico e ventilação dos locais fechados.

– Diarreia

A diarreia é rara em caso de gripe ou resfriado, embora seja mais comum em crianças com gripe. Em vez disso, pode ser um sintoma da covid.

Entre 15 e 30% das crianças hospitalizadas ou examinadas em consultas por covid-19 apresentam sintomas digestivos, como diarreia, o que torna difícil distingui-la de uma gastroenterite viral, de acordo com a Associação Francesa de Pediatria Ambulatorial (AFPA).

A diarreia também pode ser um sintoma de alerta de covid entre os idosos.

– Perda do olfato

Se notar mudanças no olfato ou paladar, pode se tratar de covid. Mas isso “não basta”, segundo a pediatra Fabienne Kochert, da AFPA, já que também pode acontecer com gripes ou resfriados, devido à congestão nasal.

Segundo um estudo europeu publicado na revista Rhinology, a alteração do paladar seria mais importante quando se trata da covid do que de um resfriado, afetando sobretudo o gosto amargo, mas também o doce.

– Observar as crianças

Estudos mostram que é improvável que as crianças fiquem gravemente doentes com a covid-19 e que, quando a contraem, muitas vezes não apresentam sintomas.

Mas, ao mesmo tempo, “aqueles com menos de cinco anos desenvolvem entre 5 e 8 vezes mais doenças no inverno do que adultos e crianças mais velhas”, enfatiza o Dr. Kochert.

Além do vírus da gripe e do rotavírus responsável pela gastroenterite, circulam também no inverno os do resfriado (adenovírus, rinovírus, os outros quatro coronavírus benignos…) e o responsável pela bronquiolite, o vírus respiratório sincicial, que afeta sobretudo crianças menores de dois anos de idade.

– Vacina da gripe

Autoridades de vários países recomendam fortemente a vacinação contra a gripe neste contexto de covid. É o caso dos Estados Unidos, onde a Academy of Pediatrics estima que seja uma medida “mais importante do que nunca devido à coexistência da gripe e do SARS-CoV-2”.

Na França, a Academia de Medicina recomendou o reforço da vacinação dos grupos mais vulneráveis, como os idosos, com outras patologias, mulheres grávidas…

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?