Economia

Greve dos caminhoneiros segue apenas no MT, mas pode retornar em dezembro

Crédito: Antônio Cruz/Agência Brasil

Caminhoneiros negociam repasse do aumento do diesel ao frete antes de tomar um posicionamento em relação a paralisações (Crédito: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Iniciada no dia 1º de novembro, a paralisação dos caminhoneiros não teve o alcance nacional esperado inicialmente e segue apenas com os caminhoneiros autônomos, ligados ao agronegócio, no Mato Grosso, apesar do êxito conquistado entre os motoristas que abastecem o Porto de Santos. A categoria, no entanto, pode voltar a se mobilizar a partir de dezembro.

Segundo o diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), Carlos Alberto Litti, uma nova assembleia será realizada em Canoas (RS) no dia 11 de dezembro e pode dar novo fôlego aos caminhoneiros, que seguem descontentes com o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).



+ Caminhoneiros do agronegócio decidem parar
+ Bolsonaro vê risco de greve de caminhoneiros em caso de novo reajuste dos combustíveis pela Petrobras

“A greve encerrou com o processo em Santos e faremos uma nova assembleia para avaliar a conjuntura”, disse Litti.

Já o presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim “Chorão”, afirma que segue articulando a greve em outros estados e com outras categorias, como a de motoristas de aplicativos.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


“Estive em Goiânia, fizemos reuniões com a categoria, transportadoras, indústrias, tentando chegar em um consenso entre os setores porque hoje o transporte pede socorro”, afirmou Chorão.

“Converso com os setores porque a pauta de combustíveis é uma pauta de toda a sociedade, não apenas dos caminhoneiros. Trabalho para que todos os setores tenham o mesmo pensamento, e isso vai acontecer naturalmente porque vai ter mais aumento dos combustíveis”, disse.


Em nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) diz que “no momento, não há negociação direta entre e a ANTT e representantes da categoria”. Além disso, a ANTT afirma que uma nova proposta de revisão do piso mínimo do frete de caminhoneiros, que será implantada a partir de 20 de janeiro de 2022, está em processo de consulta pública.

Preço dos combustíveis
O preço da gasolina, diesel e gás de botijão subiram pela quinta semana seguida, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Assim, o preço médio da gasolina subiu para R$ 6,09. O preço mais alto da gasolina no País foi registrado em Bagé (RS): R$ 7,88. Já o mais barato é do Amapá: R$ 6,23.

O preço médio do diesel está em R$ 5,339 – o diesel teve alta de 65,5% desde o início deste ano. Já o do etanol tem preço médio de R$ 5,294. Enquanto a inflação avança no Brasil, os caminhoneiros perdem boa parte de sua renda sem uma atualização de frete que corrija os novos valores semanais.

Entenda

A alta no preço da gasolina pode ser explicada pelo aumento da cotação do petróleo no mercado internacional e a desvalorização do real diante do dólar – a Política de Paridade de Preços (PPI), que atrela o preço da gasolina ao valor do petróleo internacional, adotada pela Petrobras é a principal queixa dos caminhoneiros que entraram em greve.

“Temos um câncer: a PPI, que vincula o preço do combustível ao dólar. Mas nós não ganhamos em dólar. Precisamos que o governo tenha sensibilidade. Ficou claro que não querem desvincular o PPI. Lugares para mexer existem, mas o Ministério da Economia trabalha para os acionistas e leva o setor de transportes ao colapso”, argumenta Chorão.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan de Curitiba na última segunda-feira (8), o presidente Bolsonaro declarou que existe a “tendência de caminhoneiros de parar o Brasil. Vamos reclamar de quem é realmente responsável por isso: a Petrobras”. O mandatário ainda defendeu “baratear os combustíveis” e criticou os dividendos da Petrobras.

“Os dividendos são, no meu entender, absurdos. R$ 31 bilhões em três meses. Eu não quero na parte da União ter esse lucro fantástico”.

Um dia depois, na última terça (10), Bolsonaro voltou a atacar a Petrobras e pediu sua privatização em entrevista à Rádio Cultura do Espírito Santo. “A Petrobras é um monstrengo, é uma coisa estatal, tem monopólio e vive em função dela. Ela vive das legislações existentes para que os acionistas nunca tenham, não digo prejuízo, mas lucro bom”.

Fim em Santos e começo no Mato Grosso

Após cinco dias de paralisações, caminhoneiros autônomos ligados a transportadoras do Porto de Santos, o maior da América Latina, conseguiram um aumento de 10% em cima do piso mínimo do frete. A diretoria do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos da Baixada Santista (Sindicam) ainda conseguiu que as empresas arcassem com custos de pedágios.

“Trata-se de um momento histórico. O caminhoneiro do Porto de Santos terá um parâmetro para seus fretes”, declarou, em nota, o presidente do Sindicam, Luciano Santos de Carvalho. Com a conquista, as paralisações terminaram no último dia 8.

Já os caminhoneiros autônomos do Mato Grosso ligados ao agronegócio são os únicos atualmente em greve para negociar o preço do frete. A paralisação é liderada por empresas de transporte que negociam os preços para fazer a subcontratação dos caminhoneiros.

“Se as empresas não conseguem negociar, imagina o subcontratado caminhoneiro autônomo que presta serviço”, diz Litt. O dirigente nega que o movimento seria locaute, já que as empresas em greve não possuem contratos ativos com os caminhoneiros, pagos por entregas. Locaute é uma prática proibida por lei e se caracteriza quando empregadores impedem os trabalhadores de exercer suas atividades, fomentando uma paralisação que atende a seus próprios interesses.

 A briga com o governo

A proibição judicial em diversos estados do bloqueio de rodovias, como ocorreu em 2018, afetou a mobilização e o alcance da greve iniciada em novembro. Chorão aponta que houve bloqueio de rodovias na paralisação de caminhoneiros governistas em 7 de setembro e critica que, ao contrário do que ocorreu neste mês, não gerou nenhuma reação judicial.

“O presidente chamou manifestação contra a democracia deste País. Fiz campanha para ele, hoje não faço nem se ganhar R$ 1 milhão por dia. O povo está sofrendo, pega comida do lixo, 2022 está aí para a gente mostrar nossa indignação. O Tarcísio (Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura), junto com a Advocacia Geral da União (AGU) soltou diversas liminares para impedir os bloqueios de estrada. A Polícia Rodoviária Federal não deixou a gente ficar nas estradas para se manifestar e foi contra o direito de manifestação e greve”, acusa Chorão, que descartou o bloqueio de estradas. “O governo é estrategista, temos que ser também”, finalizou.

Um levantamento feito pelo Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) indica que a alta dos preços dos combustíveis aumenta os cofres da União em ao menos R$ 70,1 bilhões até o fim deste ano – foram R$ 36,2 bilhões em 2020. O governo ganha em três frentes com o valor dos combustíveis:

– R$ 15,2 bilhões com PIS e Cofins, tributos federais sobre combustíveis, até setembro deste ano;
– R$ 23 bilhões com dividendos da Petrobras, da qual o governo federal é o maior acionista;
– R$ 31,9 bilhões com participação e royalties pagos pelas petroleiras para exploração de petróleo até o final do ano.

Para conter os grevistas caminhoneiros, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) congelou o ICMS, tributos estaduais, cobrado sobre os combustíveis, mas apenas por 90 dias. O prazo termina no início de fevereiro de 2022.



Tópicos

Abrava acabou a greve dos caminhoneiros 2021? acabou a greve dos caminhoneiros? ANTT apoio a greve auxílio 400 reais caminhoneiros quanto custa bolsonaristas caminhoneiros bolsonaro caminhoneiros caminhoneiros 4 bi caminhoneiros ajuda de 400 reais caminhoneiros alimentos caminhoneiros apoiam Bolsonaro? caminhoneiros boleia caminhoneiros cidades caminhoneiros desabastecimento caminhoneiros emprego caminhoneiros esmola caminhoneiros estrada caminhoneiros falta de produtos caminhoneiros governo caminhoneiros horas dirigindo caminhoneiros ICMS caminhoneiros inflação caminhoneiros legislação caminhoneiros motoristas caminhoneiros Pacheco caminhoneiros paralização novembro 2021 caminhoneiros rotas Caminhoneiros salário caminhoneiros Scania caminhoneiros trabalho caminhoneiros vão perder emprego? caminhoneiros veículos autônomos CAMINHONEIROS/PARALISAÇÃO Chorão CNTRC CNTTL combustível como esta a greve dos caminhoneiros? como ficou a greve dos caminhoneiros? de onde vem auxílio diesel 400 reais diesel esta tendo greve dos caminhoneiros? Estado de greve fim da greve dos caminhoneiros hoje fim da greve dos caminhoneiros hoje 2021? frete frete caminhoneiros gasolina Governo obtém liminar greve bolsonaro GREVE CAMINHONEIROS Greve dos caminhoneiros greve dos caminhoneiros 2018 greve dos caminhoneiros 2021 últimas notícias greve dos caminhoneiros 7 de setembro greve dos caminhoneiros 7 de setembro 2021 greve dos caminhoneiros acabou? greve dos caminhoneiros dutra greve dos caminhoneiros hj Greve dos caminhoneiros hoje 2021 ao vivo greve dos caminhoneiros hoje 2021 motivo Greve dos caminhoneiros hoje ao vivo greve dos caminhoneiros vale do paraiba ICMS motoristas de caminhão emprego notícias greve dos caminhoneiros o que aconteceu com a greve dos caminhoneiros? o que pedem os caminhoneiros? CNTTl O que querem os caminhoneiros? PRF privatização da Petrobras quais associações estão em estado de greve? últimas notícias sobre a greve dos caminhoneiros vai ter greve dos caminhoneiros? Wallace Landim Zé Trovão zé trovão Bolsonaro zé trovão prisão