Giro

Greta Thunberg quer rediscutir a forma como alimentos são produzidos

Crédito: AFP

A ativista Greta Thunberg (Crédito: AFP)

ESTOCOLMO (Reuters) – A ativista ambiental sueca Greta Thunberg disse que quer repensar a forma como o mundo produz e consome alimentos para neutralizar o trio de ameaças representadas por emissões de carbono, surtos de doenças e sofrimento animal.

Em um vídeo postado no Twitter neste sábado, Thunberg disse que o impacto ambiental da agricultura e surtos de doenças como a Covid-19, que se supõe ter surgido a partir de animais, seriam reduzidos com mudanças na forma como os alimentos são produzidos.

+ Carcereiros de Jeffrey Epstein devem evitar ser presos sob acordo com promotores

“Nosso relacionamento com a natureza está deteriorado. Mas relacionamentos podem mudar”, disse Thunberg no vídeo que marca o Dia Internacional da Diversidade Biológica.



O foco na agricultura e a vinculação da crise climática à pandemia é um novo ângulo no ativismo de Thunberg, que normalmente concentra sua ira nos formuladores de políticas e nas emissões de carbono vindas de combustíveis fósseis.

“A crise climática, a crise ecológica e a crise da saúde estão todas interligadas”, disse ela.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago