Agronegócio

Grãos avançam em Chicago com avaliações de safras dos Estados Unidos

Grãos avançam em Chicago com avaliações de safras dos Estados Unidos

Soja



Por P.J. Huffstutter

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de milho de Chicago subiram nesta terça-feira, depois que um relatório do governo dos Estados Unidos mostrou que as classificações de qualidade para o cereal caíram mais do que o esperado, levantando preocupações sobre a safra do Meio-Oeste, que se aproxima de uma importante fase de desenvolvimento de polinização.

Os futuros de trigo subiram com cobertura de posições vendidas e compras de barganha após três sessões consecutivas empurrarem o contrato mais ativo para o menor nível desde fevereiro.

Os futuros de soja também foram apoiados por um declínio maior do que o esperado nas condições das safras americanas e ganhos mais amplos nos mercados financeiros depois que a China afrouxou as regras contra Covid-19 para viajantes.




Em um relatório divulgado após o fechamento do mercado na segunda-feira, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) cortou sua avaliação da safra de milho do país para 67% em condição boa a excelente, uma queda de 3 pontos percentuais comparada à semana anterior, e reduziu a avaliação para a safra de soja em condição boa/excelente em 3 pontos, para 65%.

“É um dos dois ou três principais relatórios do ano, e eu esperaria uma enorme volatilidade nos preços de mercado depois que eles saírem”, disse Roose.

Na bolsa de Chicago, o contrato de milho mais ativo fechou o dia em alta de 6,25 centavos de dólar a 6,5925 dólares o bushel.


A soja fechou com avanço de 29,75 centavos de dólar a 14,6250 dólares o bushel, enquanto o trigo fechou em alta de 18,50 centavos de dólar para 9,36 dólares o bushel.

(Reportagem adicional de Gus Trompiz em Paris, Hallie Gu e Dominique Patton em Pequim)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5R123-BASEIMAGE






Tópicos

Updated