Semana

Governo sofre derrota na votação da Previdência no Senado

Reforma

Na noite da terça-feira 1, os senadores imprimiram expressiva derrota ao governo Bolsonaro, em relação à reforma da Previdência. Como já era esperado, o Senado até aprovou, em votação em primeiro turno, o texto-base do projeto. Mas aí veio a péssima e inesperada surpresa para o governo, quando o plenário da Casa começou a votar destaques da proposta. Os senadores derrubaram o trecho que criava novas regras sobre o abono salarial. A proposta original previa o pagamento do abono do PIS/Pasep para quem recebe até R$ 1.364 por mês. O destaque, apresentado pelo partido Cidadania e apoiado pela oposição, manteve o abono para quem tem renda de até dois salários mínimos, R$ 1.996, beneficiando 23 milhões de pessoas. Com isso, a reforma da Previdência fica desidratada em R$ 76 bilhões — valor que o governo economizaria, em 10 anos, com a mudança. A decisão dos senadores é um alerta para que o governo garanta a fatia dos estados na chamada cessão onerosa da Petrobras. Marcado para novembro, o megaleilão pode render mais de R$ 100 bilhões aos cofres públicos. Texto já aprovado no Senado e em análise na Câmara prevê que 15% dessa dinheirama seja repassada aos estados. Se a Câmara fizer alguma alteração nesse assunto, o Senado pode fazer a reforma da Previdência subir no telhado. Por seu turno, o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara, já disse que não aceita ameaças. É esperar para ver quem vai ganhar essa briga.

 

Polícia

Operação Carne Fraca apura propina de R$ 19 milhões a auditores

A Polícia Federal (PF) deflagrou a quarta fase da Operação Carne Fraca, que já causou estragos a algumas das maiores empresas do setor no País. Na nova etapa, batizada de Romanos, os policiais apuram a suspeita de que a Brasil Foods (BRF) — uma das maiores companhias do segmento no mundo, com receita líquida de R$ 34,5 bilhões no ano passado — teria pagado cerca de R$ 19 milhões em propinas a 60 auditores fiscais agropecuários federais. Quase 300 policiais cumpriram 68 mandados de busca e apreensão em nove estados: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Segundo a PF, uma das empresas envolvidas no esquema é a União Avícola, do ex-senador Cidinho Santos, que seria encarregada de efetuar os pagamentos da BRF aos fiscais. “A empresa queria ter conforto no sentido de não ser incomodada. Há uma legislação extremamente complexa, e um auditor poderia causar esse tipo de situação em cada detalhe da empresa”, disse o delegado Maurício Grillo, coordenador da operação.

 

Negócios

Petrobras acerta venda de dois campos por US$ 7,2 milhões

Andre Motta de Souza

A Petrobras assinou, na segunda-feira, 30, com a Central Resources do Brasil, contrato para a venda da totalidade de sua participação nos campos terrestres de Ponta do Mel e Redonda, no Rio Grande do Norte. Em comunicado, a companhia divulgou que a negociação foi acertada por US$ 7,2 milhões de dólares. Com operações no Espírito Santo e no Rio Grande do Norte, a Central Resources já detinha os chamados contratos de risco desses dois campos. Na década de 1980, acordos assim permitiram que empresas explorassem algumas áreas com o direito de receber participação financeira da Petrobras em caso de novas descobertas. Foi justamente o que aconteceu nos campos de Ponta do Mel e de Redonda. A Petrobras anunciou que “a transação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à geração de valor aos acionistas”.

 

Aviação

Jato da Embraer recebe selo internacional e desponta como o melhor do segmento

Claudio Capucho

A Embraer acaba de anunciar que seu mais novo jato executivo conquistou a certificação da Easa e da FAA, agências regulatórias da Europa e dos Estados Unidos, respectivamente. Batizada de Praetor 500, a aeronave já havia recebido a certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em agosto. Incluído na categoria dos jatos médios, o novo avião da Embraer já chega com o selo de melhor do mundo no segmento. Os números do Praetor 500 superam todos os seus concorrentes. A aeronave brasileira registrou alcance intercontinental de quase 6.190 quilômetros, velocidade de cruzeiro de 466 nós (863 km/h), capacidade de carga de 726 quilos, com tanques cheios, e comprimento de pista para decolagem de 1.287 metros. Com isso, o jato é capaz de, por exemplo, voar de Los Angeles a São Paulo fazendo apenas uma parada. E ainda tem conectividade via banda Ka e tecnologia Full Fly-by-Wire, que reduz a turbulência na cabine.

 

Internacional

Pobreza na Argentina já afeta 35,4% da população

Juan Mabromata / AFP

Dados divulgados esta semana mostram que a pobreza no país vizinho aumentou de 32% para 35,4% da população este ano. Em relatório divulgado na segunda-feira 30, o Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec) destacou que esse é o nível mais alto, desde a quebra da economia nacional, há 18 anos. Segundo o Indec, mais de 10 milhões de habitantes da Argentina vivem atualmente abaixo da linha de pobreza. Em plena e desesperada campanha para ser reeleito, o presidente Mauricio Macri (foto) declarou que os números “refletem a situação em que vivemos e, apesar de doer, devemos olhar para frente”. Macri refere-se às eleições presidenciais, marcadas para o próximo dia 27. De acordo com as pesquisas, o candidato peronista, Alberto Fernandéz, maior adversário do atual presidente, pode ser eleito no primeiro turno.

 

Contas públicas

Dívida bruta brasileira é a maior da história

A Dívida Bruta do Governo Geral encerrou o mês de agosto em R$ 5,6 trilhões, a maior da história. O valor, divulgado pelo Banco Central, representa assombrosos 79,8% do Produto Interno Bruto (PIB). Em dezembro de 2013, no momento mais positivo da série, esse índice era de pouco mais de 50% do PIB. A Dívida Bruta do Governo Geral abrange os governos federal, estaduais e municipais, deixando de fora o Banco Central e as companhias estatais. É, ainda, um dos dados considerados mais importantes pelas agências internacionais de rating para avaliação da capacidade de solvência de um país. Em bom português, quanto maior a dívida, maior o risco de uma nação dar calote.

 

Números

R$ 1 bilhão – É o total movimentado no País mensalmente pelos aplicativos de entrega de comida, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel)

R$ 54 milhões – É quanto o governo federal deve gastar com a adesão de 15 estados e o Distrito Federal a projetos de escolas militares pelo País

R$ 11,4 bilhões – Foi o total recuperado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para os cofres públicos, no primeiro semestre deste ano, referentes a créditos tributários, não tributários e previdenciários da União.

R$ 9,3 milhões – Foi o montante que 313 deputados federais torraram do dinheiro público apenas em aluguel de carros de luxo, nos seis primeiros meses deste ano. Os dados são da ONG Ranking dos Políticos.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?