Farol DINHEIRO

Governo negocia descontos com o varejo na “Black Friday” verde-amarela

Governo negocia descontos com o varejo na “Black Friday” verde-amarela

Itaboraí (RJ) - Loja do shopping Itaboraí Plaza em liquidação (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

No Dia da Pátria, o brasileiro gosta de exercitar seu espírito cívico fazendo o que faz melhor: ir ao shopping. Pensando nisso, a ideia do governo é estimular o civismo, o patriotismo e o consumo (não necessariamente nessa ordem). No melhor espírito de sacrifício por amor à Pátria, os líderes do governo deram uma esquecidinha na agenda liberal. Eles resolveram conversar diretamente com o setor para garantir descontos durante os primeiros dias de setembro.

Na quarta-feira 14, representantes de mais de 100 associações comerciais, segundo o Ministério do Turismo, encontraram-se em São Paulo com membros do governo para definir os detalhes da “Green Yellow Friday”.

No que já está sendo chamada de Semana do Brasil, que deverá ocorrer entre os dias 6 e 15 de setembro, a meta é fazer o varejo oferecer promoções melhores do que as concedidas durante a versão tupiniquim da Black Friday, realizada em novembro.

No entanto, segundo analistas da Guide Investimentos, o nível de endividamento do público pode atrapalhar as compras patrióticas. Mesmo após quitarem as dívidas, 56% dos brasileiros inadimplentes não pretendem fazer novas compras.

Em tempo: não foi definido a que horas os consumidores deverão entoar o Hino Nacional nos corredores dos shoppings.