Economia

Governo mantém planos para privatização do Porto de Santos em 2022

Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker

Visão do porto de Santos. Governo mantém planos para privatização em 2022 (Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker)



SÃO PAULO (Reuters) – O ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, reiterou nesta quinta-feira os planos do governo para a privatização do Porto de Santos (SP) e a realização da 7ª rodada de leilões de aeroportos em 2022, mesmo diante do calendário eleitoral do país.

A expectativa é de publicação do edital da licitação do Porto de Santos no quarto trimestre, com o leilão ocorrendo ainda neste ano, disse o ministro a jornalistas da mídia internacional.

Aneel adia reajuste da Cemig à espera de recursos da privatização da Eletrobras

67% apoiam privatização da Petrobras, se preço do combustível cair, diz pesquisa




Saldo no FGTS poderá ser usado na privatização da Eletrobras; veja como

Sampaio afirmou ainda que a 7ª rodada de aeroportos, que inclui os terminais de Congonhas (SP), Campo Grande (MS), Santarém (PA), Marabá (PA), Altamira (PA), Uberlândia (MG) e Montes Claros (MG) deve acontecer até agosto.

Na semana passada, ele disse que o governo espera aprovação do Tribunal de Contas da União para o edital da sétima rodada até o final deste mês ou na primeira quinzena de junho.


Questionado nesta quinta-feira sobre a corrida presidencial de outubro, em meio a declarações contrárias à política de privatizações pelo candidato líder nas intenções de voto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Sampaio afirmou que não será possível ter os investimentos necessários para infraestrutura do país sem a participação do capital privado.

“Essa é uma demanda da sociedade”, disse ele.

(Por Aluísio Alves; edição de André Romani)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4P0SO-BASEIMAGE