Giro

Governo etíope diz ter recuperado cidades-chave de Dese e Kombolcha

Governo etíope diz ter recuperado cidades-chave de Dese e Kombolcha

O governo etíope reivindicou uma série de conquistas territoriais nos últimos dias - AFP/Arquivos

O governo etíope anunciou nesta segunda-feira (6) ter recuperado as cidades estratégicas de Dese e Kombolcha, no norte do país, mais de um mês depois de os rebeldes do Tigré terem reivindicado o controle das duas.



“As cidades históricas de Dese e Kombolcha (…) foram libertadas pelas corajosas forças de segurança”, declarou o serviço de comunicação do governo no Twitter.

Há um mês, os rebeldes da Frente Popular de Liberação do Tigré (TPLF) ameaçavam Adis Abeba, após terem tomado o controle de Dese e Kombolcha, situadas em uma rodovia que liga a capital do norte do país ao Djibuti. Eles afirmavam ter chegado a Shewa Robit, 220 km a nordeste de Adis Abeba.

Mas desde que o primeiro-ministro, Abiy Ahmed, assegurou no começo de dezembro que chefiaria as operações pessoalmente no terreno, o governo anunciou uma série de vitórias sobre os rebeldes.

Citado pela emissora estatal Ethiopian Broadcasting Corporation, Abiy declarou que os rebeldes tinham sofrido “fortes perdas” e que eram “incapazes de resistir ao ataque” do exército, aliado a várias milícias pró-governo.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



“Vamos combater o inimigo e a vitória persistirá”, acrescentou.

Na quarta-feira, o governo anunciou que suas forças tinham recuperado o sítio de Lalibela, famoso por suas igrejas esculpidas na rocha e inscrito na lista do patrimônio mundial da humanidade da Unesco. O local tinha caído nas mãos dos rebeldes de Tigré em agosto.

No entanto, no domingo, o chefe do TPLF, Debretsion Gebremichael, negou que o governo estivesse avançando sobre o terreno e assegurou que os insurgentes estavam imersos em uma reorganização estratégica e que não tinham sido derrotados.

O conflito teve início em novembro de 2020, quando o primeiro-ministro, Abiy Ahmed enviou tropas à região do Tigré, a mais setentrional, em resposta aos ataques que, segundo ele, o TPLF fez contra acampamentos do exército.

Segundo a ONU, os combates deixaram milhares de mortos e empurraram para condições próximas à fome mais de dois milhões de pessoas.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto