Tecnologia

Governo dos EUA investiga fraude em supervalorização do bitcoin

Queda vertiginosa da moeda para menos de US$ 4 mil nos últimos dias expôs ação do Departamento de Justiça contra empresas do segmento

Governo dos EUA investiga fraude em supervalorização do bitcoin

Moeda virtual passou de US$ 20 mil para menos de US$ 4 mil em um ano AFP/Arquivos

Há um ano, um bitcoin era cotado a US$ 20 mil. Na última semana, o valor despencou para menos de US$ 4 mil. A queda vertiginosa da criptomoeda expôs uma investigação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre suspeita de fraudes na sua valorização em 2017.

De acordo com a Bloomberg, o governo dos EUA suspeita que manobras de manipulação da Tether, modelo de criptomoeda com lastro no dólar, e a Bitfinex, a plataforma de negociação das moedas virtuais, para a supervalorização do bitcoin.

A Bitfinex tem a mesma equipe de gerenciamento que a Tether Ltd., uma empresa sediada em Hong Kong, que criou a criptomoeda homônima. Quando novas moedas chegam ao mercado, elas são lançadas principalmente no Bitfinex.

Um foco da investigação do Departamento de Justiça é se o aumento de tokens digitais nos últimos anos foi puramente impulsionado pela demanda real, ou foi parcialmente ventilado por truques de mercado.

Os promotores investigam uma série de estratégias de negociação, incluindo spoofing – a prática ilegal de inundar o mercado com informações falsas para induzir a compra ou venda.