Mundo

Governo da França vai oferecer ajuda a empresas afetadas por coronavírus

O governo da França vai ajudar empresas afetadas pela epidemia do coronavírus a obter novos empréstimos bancários e permitir que o pagamento de dívidas tributárias seja adiado, anunciou o ministro de Finanças do país, Bruno Le Maire, nesta terça-feira.

O banco de investimento estatal BPI vai garantir empréstimos do Tesouro para empresas que estejam enfrentando dificuldades em função do surto.

+ G7 diz que monitora coronavírus e pode adotar medidas fiscais
+ Remédio contra asma pode ser eficaz contra novo coronavírus

“Nossa responsabilidade é garantir o que o impacto seja tão limitado quanto possível, e que a economia possa, então, acelerar nas melhores condições possíveis”, afirmou Le Maire.

Le Maire e outros ministros de finanças do G7 participaram hoje de uma teleconferência para discutir os riscos do vírus e possíveis medidas.

O ministro francês disse esperar que o impacto econômico do coronavírus seja bem mais significativo que a queda de 0,1 porcentual no Produto Interno Bruto (PIB) que ele havia inicialmente estimado, quando a epidemia se limitava à China.

Até ontem, a França havia registrado 191 casos de coronavírus, que resultaram em três mortes.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel