Geral

Governo Bolsonaro revoga 25 decretos de luto oficial editados por ex-presidentes

Crédito: Alan Santos/ PR

Presidente decretou luto oficial de três dias pela morte de Olavo de Carvalho (Crédito: Alan Santos/ PR)



Após decretar luto de três dias na última terça-feira (25) por conta da morte do professor Olavo de Carvalho, o governo Bolsonaro revogou ao menos 25 decretos de luto oficiais editados por ex-presidentes nesta quinta-feira (27). As informações são da Folha de S.Paulo. 

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência os atos aconteceram pois tratava-se “de decretos já exauridos, que tiveram efeitos por determinado período”. As revogações aconteceram em atos assinados nos períodos de governo de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. 

+Bolsonaro anuncia reajuste de 33,24% para piso salarial de professores

Nomes como Leonel Brizola, Darcy Ribeiro, Antonio Carlos Magalhães e Roberto Marinho tiveram as homenagens anuladas. Os ex-presidentes militares Ernesto Geisel e João Batista Figueiredo não tiveram os atos de luto revogados.  




O Governo Bolsonaro vem colecionando críticas ao não prestar homenagens a várias pessoas importantes que morreram. Na última quinta-feira (20) a morte da cantora Elza Soares não mereceu luto oficial do governo brasileiro. Outras figuras célebres que não tiveram a honraria foram o ator Paulo Gustavo, o cantor e compositor Aldir Blanc e a sambista Beth Carvalho.