Negócios

Google recebe aval de comissão antitruste para compra da Fitbit por US$ 2,1 bilhões

Crédito: Reprodução/Fitbit

A Fitbit foi comprada pelo Google no ano passado, mas a transação só foi liberada agora (Crédito: Reprodução/Fitbit)

O Google recebeu liberação antitruste da União Europeia para a aquisição da fabricante de pulseiras e relógios inteligentes Fitbit. Anunciada em 2019, a compra saiu pelo valor de US$ 2,1 bilhões.

A compra recebeu críticas de muitas organizações que lutam pela defesa da privacidade do consumidor e empresas rivais do Google. O entendimento é de que a big tech já concentra muitos poderes e informações sobre os usuários e agora poderia utilizar dados de saúde dos usuários para direcionar anúncios específicos.

+ EUA: 38 procuradores-gerais anunciam ação antitruste contra Google
+ Google Pay é o app mais baixado na Apple nos últimos 30 dias
+ Texas lidera denúncia coletiva contra Google por práticas de monopólio

Ainda assim, os usuários terão poder de decisão sobre o armazenamento dos dados de saúde registrados nos relógios, que poderão ser feitos na conta do Google ou do Fitbit.



Com a liberação, o Google terá a concessão válida por 10 anos com a possibilidade de prorrogação por mais 10 anos. Além disso, o órgão de regulação definiu que o uso de dados para anúncios será limitado, evitando que a companhia ultrapasse algum tipo de limite nesse sentido.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel