Tecnologia

Google quer acordo para encerrar processo antitruste na União Europeia, diz fonte

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) – O Google está tentando resolver uma investigação antitruste da União Europeia sobre suas operações com publicidade digital, disse uma fonte a par do assunto, medida que pode ajudar a evitar investigação e uma possível multa pesada contra a companhia.

Os casos antitruste da UE custaram ao Google mais de 8 bilhões de euros em multas em três ocasiões diferentes na última década e a empresa foi obrigada a mudar práticas de negócios para permitir maior concorrência de rivais.

A Comissão Europeia abriu investigação em junho para saber se o Google favorece seus próprios serviços de tecnologia de publicidade gráfica online em detrimento de rivais, anunciantes e editores online.



O Google fez uma proposta à Comissão, disse a fonte, recusando-se a fornecer detalhes. A Comissão não quis comentar.

O Google, que enfrentará audiência na próxima semana sobre multa de 4,34 bilhões de euros ligada ao seu sistema operacional móvel Android, não se manifestou.

Resta saber se a chefe antitruste da Europa, Margrethe Vestager, está aberta a negociações de acordos, que normalmente levam meses ou até anos.

Em seus últimos três casos do Google, ela preferiu sanções em vez de negociar uma solução. Uma decisão de acordo incluiria nenhuma multa e nenhuma decisão apontando irregularidade da empresa.

O Google pode enfrentar uma multa de até 10% do faturamento global, no valor de 18,2 bilhões de dólares, com base na receita do ano passado, se for considerado culpado pela UE.

Os reguladores examinarão se o Google restringe o acesso de terceiros aos dados do usuário para fins publicitários em sites e aplicativos, enquanto mantém esses dados para seu próprio uso.

O plano da empresa de remover os cookies do navegador e parar de rastrear os usuários do Android também será analisado.

No ano passado, o Google obteve 147 bilhões de dólares em receita com anúncios online, mais do que qualquer outra empresa no mundo, com anúncios incluindo buscas, YouTube e Gmail respondendo pela maior parte de seu resultado.

Cerca de 16% da receita da empresa veio de display ou rede de negócios, em que outras empresas de mídia usam a tecnologia do Google para vender anúncios em seus sites e aplicativos.

A empresa de pesquisa eMarketer estimou que o Google irá capturar 30% do mercado global de publicidade na internet este ano, aumentando as vendas em 18%, para 117 bilhões de dólares.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km