Giro

Google permitirá home office para 200 mil empregados até julho de 2021

Crédito: AFP/Arquivos

A expectativa inicial do Google era retomar as atividades presenciais em janeiro, mas a decisão acabou adiada para julho (Crédito: AFP/Arquivos)

O Google vai manter seus funcionários em home office até julho de 2021, medida que deve atingir mais de 200 mil empregados espalhados pelo mundo.

A previsão anterior era de que os trabalhadores permaneceriam em casa até janeiro. Agora, com a mudança, eles completarão um ano trabalhando remotamente. Segundo o Wall Street Journal, o anúncio deve ser feito pela companhia ainda nesta segunda-feira (27).

+ Pesquisa aponta que 80% das empresas dos EUA vão manter teletrabalho
+ Facebook adia divulgação de balanço do 2º trimestre alegando ‘conflito de agenda’
+ Google completa 15 anos no Brasil com missão de tornar empresa mais ‘g

Existe uma expectativa de que a formalização dessa estratégia do Google acabe influenciando outras empresas de tecnologia a seguirem o mesmo rumo.



Amazon, Apple e Facebook planejam os retornos para janeiro, mas o Twitter, por exemplo, deixou a escolha de trabalhar em casa para os funcionários, que poderão decidir nunca mais voltarem aos escritórios.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago