Giro

Google permitirá home office para 200 mil empregados até julho de 2021

Crédito: AFP/Arquivos

A expectativa inicial do Google era retomar as atividades presenciais em janeiro, mas a decisão acabou adiada para julho (Crédito: AFP/Arquivos)

O Google vai manter seus funcionários em home office até julho de 2021, medida que deve atingir mais de 200 mil empregados espalhados pelo mundo.

A previsão anterior era de que os trabalhadores permaneceriam em casa até janeiro. Agora, com a mudança, eles completarão um ano trabalhando remotamente. Segundo o Wall Street Journal, o anúncio deve ser feito pela companhia ainda nesta segunda-feira (27).

+ Pesquisa aponta que 80% das empresas dos EUA vão manter teletrabalho
+ Facebook adia divulgação de balanço do 2º trimestre alegando ‘conflito de agenda’
+ Google completa 15 anos no Brasil com missão de tornar empresa mais ‘g

Existe uma expectativa de que a formalização dessa estratégia do Google acabe influenciando outras empresas de tecnologia a seguirem o mesmo rumo.

Amazon, Apple e Facebook planejam os retornos para janeiro, mas o Twitter, por exemplo, deixou a escolha de trabalhar em casa para os funcionários, que poderão decidir nunca mais voltarem aos escritórios.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?