Tecnologia

Google paga US$ 90 milhões a pequenos desenvolvedores de apps

Crédito: Pixabay

Agora, um acordo foi alcançado, com o Google estabelecendo um fundo de US$ 90 milhões para apoiar desenvolvedores menores (Crédito: Pixabay)



O Google permite outras lojas de aplicativos em sua versão Android para celulares, mas a sua loja oficial, Play Store, é o lugar mais indicados para desenvolvedores focados no sistema operacional. No entanto, esses profissionais alegam que o Google está usando mal seu poder e entraram com uma ação coletiva em 2021 conta a companhia.

Agora, um acordo foi alcançado, com o Google estabelecendo um fundo de US$ 90 milhões para apoiar desenvolvedores menores nos Estados Unidos promovendo alterações na Play Store. De acordo com o site Android Police, a ação contou com mais de 48 mil demandantes.

+ Google pretende distribuir 500 mil bolsas de estudo em tecnologia; confira como participar

Eles foram representados por Hagens Berman, um escritório de advocacia que já obteve várias vitórias contra empresas de Big Tech. O Google diz que está pagando o dinheiro aos desenvolvedores que “ganhou US$ 2 milhões ou menos em receita anual por meio do Google Play durante cada ano de 2016 a 2021”, que parecem ser cerca de 99% dos desenvolvedores na loja.




Além da dimensão monetária, o Google se comprometeu a continuar fornecendo aos desenvolvedores que obtêm seu primeiro US$ 1 milhão de receita anual na Play Store com uma taxa de comissão reduzida de 15% até pelo menos 25 de maio de 2025.

O Google também criará um “Indie Apps Corner” para “mostrar desenvolvedores de startups independentes e pequenas criando aplicativos exclusivos de alta qualidade” diretamente na guia de aplicativos da Play Store dos EUA.