Negócios

Google finaliza compra da Fitbit por US$ 2,1 bilhões

Crédito: Pexels

O negócio despertou preocupações devido à enorme quantidade de dados de saúde de usuários em poder da Fitbit; Google assumiu compromisso sobre os dados (Crédito: Pexels)

O Google anunciou nesta quinta-feira (14) que finalizou a aquisição da Fitbit, fabricante de dispositivos vestíveis, por US$ 2,1 bilhões. O negócio despertou preocupações devido à enorme quantidade de dados de saúde de usuários em poder da Fitbit.

De acordo com o Tech Crunch, o Google garante que vai proteger a privacidade dos usuários da Fitbit e que o acordo sempre foi sobre dispositivos e não sobre  dados.

+ Google e RME iniciam a capacitação de mais de 50 mil mulheres empreendedoras
+ Vetos de Amazon, Apple e Google derrubam rede social conservadora Parler

A União Europeia deu sinal verde para o negócio, mas o Google não poderá usar os dados do Fitbit para anúncios por 10 anos, sendo que a comissão da região poderá prorrogar o prazo por mais 10 anos.



Além disso, a gigante norte-americana concordou em manter o acesso de desenvolvedor terceirizado às APIs do Android, a fim de manter alguma competição.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel