Tecnologia

Google exclui canais do YouTube da China por desinformação

Crédito: Arquivo / AFP

A ação faz parte do esforço do Google para eliminar a desinformação no Youtube (Crédito: Arquivo / AFP)

O Google diz que excluiu mais de 2.500 canais do YouTube vinculados à China como parte de seu esforço para eliminar a desinformação na plataforma. A companhia informou que os canais foram removidos entre abril e junho e que a operação faz parte de uma investigação sobre influências ligadas à China.

De acordo com reportagem do The Guardian, os canais geralmente publicavam conteúdo não político e com spam. No entanto, uma pequena parte da programação debatia cenários políticos. O Google não identificou os canais excluídos.

+ Google vai pagar até US$ 12 por furo de segurança no finado Google+
+ Comissão Europeia abre investigação sobre compra da Fitbit pelo Google

O relatório surge em meio a tensões entre os Estados Unidos e a China sobre tecnologia e mídia social. Ontem (05), a Casa Branca disse que está intensificando os esforços para eliminar aplicativos chineses “não confiáveis” do país. Entre os apps que podem ser suspensos estão o TikTok e o aplicativo de mensagens WeChat.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?