Dinheiro em Ação

Gol decola com nova frota

Crédito: Divulgação

A Gol vai renovar sua frota. A companhia está arrendando onze aviões Boeing 737 Max 8, que vão entrar em operação a partir do segundo semestre do ano que vem. Segundo a Gol, isso não vai alterar a capacidade da empresa, pois a vinda das novas aeronaves será realizada ao mesmo tempo em que onze modelos 737 Next Generation (NG) serão devolvidos aos arrendadores ou vendidos. Segundo a empresa presidida por Paulo Kakinoff, os novos modelos permitem realizar voos mais longos e também proporcionam uma economia de até 15% de combustível. A companhia foi beneficiada pelo pedido de recuperação judicial da Avianca, na segunda-feira 10 (leia reportagem à página 42). No pregão seguinte, as ações da Gol subiram 13% devido à expectativa do mercado de que ela vai aumentar o seu faturamento com os problemas da concorrente, que poderá oferecer menos voos, avalia Felipe Bevilacqua, da empresa de análise Levante.

QUEM VEM LÁ
Suzano lista ações em Nova York

A Suzano S.A., resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, listou suas ações na Bolsa de Nova York. Os negócios com os recibos de ações começaram na terça-feira 11. Segundo a empresa, o objetivo do programa é ampliar o acesso aos investidores estrangeiros, e não terá a emissão de novas ações. A companhia também vai captar R$ 4 bilhões por meio de uma emissão de debêntures, que serão subscritas pelo Banco do Brasil. No ano, as ações sobem 92,6%.

Touro x urso

A incerteza sobre a retomada da relação comercial cordial entre Estados Unidos e China segue no radar dos investidores. As bolsas americanas operam voláteis, à espera de novidades. Por aqui, o Índice Bovespa acompanha as altas e baixas dos mercados externos. Na semana, até a quarta-feira 12, o principal índice da bolsa brasileira acumulava perdas de 1,30%.

TECNOLOGIA
Sinqia reorganiza marcas

Claudio Belli/Valor/Folhapress

A Sinqia, nova denominação da Senior Solution, vai reorganizar suas marcas em seis grandes linhas de negócio: bancos, fundos, consórcios, previdência, consultoria e outsourcing. A reorganização visa deixar mais clara a estrutura da empresa, que realizou dez aquisições nos últimos três anos, diz o fundador e CEO Bernardo Gomes. No ano, as ações caem 5,8%.

DESTAQUE NO PREGÃO
Hypera reforça seus principais nomes

Divulgação

A Hypera Pharma, antiga Hypermarcas, pretende reforçar suas principais marcas. Onze dos 113 produtos no portfólio da empresa faturam mais de R$ 100 milhões cada e respondem por 40% do faturamento, que foi de R$ 3,7 bilhões nos 12 meses até setembro. Em um evento para investidores, Breno Oliveira, presidente da companhia, afirmou que a meta é elevar esse número para 28 marcas, até 2023, por meio de investimentos em marketing e em inovação. No ano, as ações recuam 7,3%.

Palavra do analista:

Fabio Monteiro, do BTG Pactual, recomendou a compra das ações em um relatório de 29 de outubro, comentando o desempenho do terceiro trimestre. Ele indicou como pontos positivos a resiliência dos resultados. No entanto, ele advertiu para o risco do noticiário. Em abril deste ano, a companhia foi visitada por agentes da Polícia Federal, no âmbito da operação Tira Teima, que investiga pagamentos feitos por Nelson Mello, ex-diretor da empresa, a parlamentares. Na ocasião, a Hypera negou qualquer envolvimento.

CELULOSE
Vale compra a New Steel

A Vale anunciou, na terça-feira 11, a compra da companhia New Steel, por US$ 500 milhões. Controlada pelo grupo Lorentzen e com operações em 56 países, a empresa adquirida é especializada no processamento de minérios sem o uso de água, o que torna o processo de mineração mais sustentável. Segundo a Vale, a tecnologia será aplicada para agregar valor à produção de 20 milhões de toneladas por ano, principalmente no Sistema Sudeste. A operação ainda depende da aprovação do Cade.

MER­CA­DO EM NÚMEROS

MELHORAMENTOS R$ 4 milhões
É o valor da multa imposta pela CVM a alguns conselheiros e acionistas da empresa de papel, por supostamente terem recebido remuneração superior ao autorizado pelos acionistas

NOTRE DAME 117 milhões
Foi a quantidade de ações vendidas pela empresa de planos de saúde, sendo 12 milhões em emissão primária
e 105 milhões em colocação secundária

TELEFONICA 37,7 milhões
É a quantidade de ações preferenciais que serão adquiridas em um programa de recompra. Também serão adquiridas 583 mil ações ordinárias. O programa vai até julho de 2020

FLEX 82%
É o percentual de desistências no comércio eletrônico. A empresa de gestão de relacionamentos investiu na startup Beon, que desenvolve ferramentas para reduzir esse percentual