Negócios

GM vai dar layoff e suspender segundo turno em São José dos Campos

A General Motors (GM) vai suspender por pelo menos dois meses o segundo turno de produção na fábrica de São José dos Campos, no interior de São Paulo, em razão da falta de componentes que vem impedindo o funcionamento regular da indústria de automóveis.

A montadora já vinha tendo desde o início do ano muita dificuldade no abastecimento da linha, o que levou a algumas semanas mais curtas de produção, com um dia útil a menos. Hoje, contudo, a GM comunicou ao sindicato dos metalúrgicos da região que precisará afastar 600 funcionários em layoff (suspensão temporária de contratos de trabalho) a partir da semana que vem. Com isso, a fábrica passará a funcionar com um único turno de produção por pelo menos dois meses, período em que a montadora espera normalizar os estoques de insumos.

A empresa citou os componentes eletrônicos, em falta no mundo inteiro, entre os itens que estão faltando. Em São José, são montados o utilitário esportivo TrailBlazer e a picape S10.

Em Gravataí (RS), onde produz o compacto Onix, a GM também vai suspender contratos de trabalho a partir do mês que vem, após a volta dos trabalhadores das férias coletivas.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel