Giro

Gigante americana Walmart também já tem planos para o metaverso

Crédito: Reprodução/Divulgação

A gigante do varejo, Walmart, pretende marcar presença no metaverso, tendo feito pedidos de patentes para moedas digitais, bens virtuais e NFT. (Crédito: Reprodução/Divulgação)

Aos poucos, as empresas vão dando cartas naquele que é o mundo digital mais esperado. O metaverso tem conquistado adeptos e o mais recente é o Walmart, que planeja aderir com uma moeda digital e NFT.

Conforme adiantado pela rede americana CNBC, a gigante do varejo, Walmart, pretende marcar presença no metaverso, tendo feito pedidos de patentes para moedas digitais, bens virtuais e NFT. Esta ação segue o exemplo de algumas outras que pretendem integrar o metaverso proposto pela Meta.



+ Empresa brasileira compra terreno em metaverso por R$ 80 mil

Em 30 de dezembro de 2021, o Walmart apresentou um total de sete pedidos de marca registada ao Patent and Trademark Office dos Estados Unidos. De entre eles, destacam-se patentes para moedas digitais e NFT, bem como um software de gestão de tokens, ativos digitais e blockchain.

No metaverso, o Walmart não comercializará apenas vestuário, livros e jogos. Além disso, incluirá eletrodomésticos, instrumentos musicais, produtos dedicados aos animais de estimação e de higiene pessoal, mobiliário de interior e exterior, material de arte, material para festas e itens para férias.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Para o Walmart, esta será uma experiência “para explorar tecnologias emergentes”. Afinal, esta tentativa de integrar o metaverso já foi protagonizada por outras empresas, como a Nike e Ralph Lauren, que apresentaram pedidos de patentes para as suas lojas virtuais.

Além destas empresas, outras como a Adidas e a Gap também já desbravaram caminho deste novo mundo virtual, uma vez que lançaram os seus próprios NFT, alguns dos quais foram vendidos poucas horas após o seu lançamento.


Sobre o Walmart, resta esperar e perceber de que forma vai entrar neste universo virtual potencializado pela Meta. Apesar de várias empresas estarem apostando no metaverso e criando condições para o integrar, a Intel alertou, recentemente, que este universo virtual não está tão próximo quanto possa parecer e que as empresas têm ainda um longo caminho pela frente.