Economia

Gerdau: única saída para indústria siderúrgica ampliar capacidade é exportação

A única saída para a indústria siderúrgica brasileira conseguir ampliar a utilização de sua capacidade produtiva no curto prazo é via exportação, disse o presidente da Gerdau, Gustavo Werneck, que faz apresentação no Congresso Aço Brasil. Ele destacou que atualmente 40% dos volumes da Gerdau produzidos no Brasil são destinados ao mercado externo. Na média, as usinas brasileiras operam com 68% de sua capacidade produtiva, nível considerado pouco eficiente.

Segundo ele, a indústria siderúrgica brasileira não precisa ter subsídios ou qualquer outro tipo de benefício, mas sim de isonomia competitiva e condições justas e igualitárias para competir no mercado global, disse. “Temos condição de competir de igual para igual com qualquer produto de aço no mundo”, afirmou. Um dos principais problemas envoltos sobre o setor é a questão tributária. O executivo criticou, por exemplo, a redução da alíquota do Reintegra de 2% pra 0,1%, que ocorreu após a greve dos caminhoneiros.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança