Giro

George Clooney pede que mídia não publique fotos de seus filhos

Crédito: REUTERS/Henry Nicholls

Clooney disse em uma carta aberta à mídia que aceita que "muitas vezes fotos invasivas" são parte do preço que tem que pagar por ser uma celebridade (Crédito: REUTERS/Henry Nicholls)

LOS ANGELES (Reuters) – George Clooney pediu aos veículos de mídia que não publiquem fotos de seus filhos, dizendo temer que tais imagens públicas coloquem suas vidas em perigo.

Clooney, que tem dois gêmeos de quatro anos com sua esposa, a advogada de direitos humanos, Amal Clooney, disse em uma carta aberta à mídia que aceita que “muitas vezes fotos invasivas” são parte do preço que tem que pagar por ser uma celebridade.



+George Clooney e amigos abrem escola para treinar equipes de filmagem
+Vigília em Hollywood homenageia diretora de fotografia morta em set de filmagem

“Nossos filhos não assumiram tal compromisso”, escreveu o ator ganhador do Oscar na carta divulgada na noite de quinta-feira.

Clooney, de 60 anos, disse que o trabalho de sua esposa, que envolve agir contra grupos extremistas, obrigou o casal a adotar precauções para manter a família segura.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


“Não conseguimos proteger nossos filhos se qualquer publicação colocar seus rostos na capa. Jamais vendemos uma foto de nossos filhos, não estamos nas redes sociais e nunca publicamos fotos, porque fazê-lo colocaria as vidas deles em perigo”, afirmou.

“Não um perigo paranóico, mas questões do mundo real com consequências do mundo real”, disse o ator de “Onze Homens e um Segredo”.


Amal Clooney é especialista em direitos humanos e lei internacional. Seu trabalho inclui representar vítimas de atrocidades no Iraque e pessoas que lutam pela liberdade de expressão no Egito, além de atuar com a Organização das Nações Unidas (ONU) em inquéritos sobre a guerra civil na Síria.

(Por Jill Serjeant)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHA40WW-BASEIMAGE