Agronegócio

GDM, líder em sementes de soja, entra no mercado de milho com híbridos para 2022

São Paulo, 26 – A GDM Seeds, líder no mercado brasileiro de sementes de soja, com 63% de participação, começa a vender nesta safra, com vistas à produção que será colhida em 2022, variedades de híbridos de milho destinadas ao Cerrado. A expectativa de entrar no mercado de milho na safra 2021/22 havia sido antecipada ao Broadcast Agro (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) e publicada em reportagem especial em julho.



“Com esses dois produtos, a GDM dá o pontapé inicial para a composição de um estruturado portfólio que atende à segunda safra de milho no Brasil. A projeção da companhia é ganhar 10% de market share (participação de mercado) nos próximos 10 anos”, disse a empresa em nota divulgada nesta terça-feira.

Segundo a companhia, já foram investidos R$ 25 milhões em um banco genético adaptado ao País. Desde 2017, a GDM desenvolve um programa de melhoramento de milho.

A empresa destacou que a produção do cereal de segunda safra saiu de aproximadamente 6 milhões de hectares em 2010 para 14 milhões de hectares plantados em 2021.

“A GDM busca atender a um mercado que está em franca expansão, já que o Brasil apresenta muitas oportunidades neste segmento”, afirmou a empresa no comunicado.




Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?