Economia

Gasto com Habitação aumenta 0,80% no IPCA de julho, diz IBGE

A alta na conta de luz pressionou os gastos das famílias com Habitação em julho. A energia elétrica residencial aumentou 2,59%, uma contribuição de 0,11 ponto porcentual para a taxa de 0,36% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no mês, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve reajustes tarifários em São Paulo, Fortaleza, Salvador, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Além dos reajustes, houve aumento da alíquota de PIS/Cofins em Fortaleza e São Paulo.

Curitiba teve diminuição da alíquota, além de redução tarifária.

O custo do grupo Habitação subiu 0,80% em julho, um impacto de 0,13 ponto porcentual no IPCA.

A taxa de água e esgoto subiu 0,02%, enquanto o gás encanado diminuiu 0,01%.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

grupos IBGE IPCA julho