Economia

Gás do pré-sal será 64% do total produzido no País em 2026, prevê EPE

A produção de gás natural do pré-sal vai corresponder a 64% da produção total do insumo em 2026, contra a participação de 41% atualmente, de acordo com dados apresentados pelo superintendente de Gás Natural e Biocombustíveis da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Giovani Machado, em palestra no 18º Seminário de Gás Natural promovido pelo Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP).

“Será um crescimento de 16 milhões de metros cúbicos por dia até 2026. A gente percebe uma participação crescente do pré-sal dentro da oferta nacional, com destaque para o crescimento”, disse o executivo.

O aumento da oferta poderá compensar a redução de fornecimento por parte da Bolívia, país que não vem conseguindo atrair investimentos no setor.

Mais cedo, Machado informou que o contrato com a Bolívia deve cair dos atuais até 30 milhões de metros cúbicos diários para algo em torno dos 20 a 16 milhões de metros cúbicos diários.

O contrato vence em 2019 e as discussões já foram iniciadas com o objetivo de conclusão em 2018.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel