Economia

Ganho de bancos somou R$ 10,2 bi de abril a junho

Os três maiores bancos privados do País tiveram lucro líquido de R$ 10,2 bilhões no segundo trimestre, queda de 40% em um ano, quando o ganho conjunto havia sido de R$ 17,1 bilhões. O resultado foi impactado pelo reforço de reservas para absorver o esperado aumento da inadimplência devido à pandemia de coronavírus. “Este foi um dos piores trimestres da história do Brasil, em termos de desempenho econômico”, disse o presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, em nota à imprensa.

Juntos, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander gastaram R$ 23,6 bilhões com calotes no segundo trimestre, salto de quase 90% em relação ao mesmo período de 2019. Frente ao primeiro trimestre, as despesas com provisões subiram em 8,56%. De abril a junho, Santander e Bradesco seguiram ampliando as reservas, enquanto o Itaú fez o movimento contrário.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel