Economia

Ganho de bancos somou R$ 10,2 bi de abril a junho

Os três maiores bancos privados do País tiveram lucro líquido de R$ 10,2 bilhões no segundo trimestre, queda de 40% em um ano, quando o ganho conjunto havia sido de R$ 17,1 bilhões. O resultado foi impactado pelo reforço de reservas para absorver o esperado aumento da inadimplência devido à pandemia de coronavírus. “Este foi um dos piores trimestres da história do Brasil, em termos de desempenho econômico”, disse o presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, em nota à imprensa.

Juntos, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander gastaram R$ 23,6 bilhões com calotes no segundo trimestre, salto de quase 90% em relação ao mesmo período de 2019. Frente ao primeiro trimestre, as despesas com provisões subiram em 8,56%. De abril a junho, Santander e Bradesco seguiram ampliando as reservas, enquanto o Itaú fez o movimento contrário.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?