Giro

Futebol da Globo sofre mais uma baixa e perde patrocínio da Ambev

Crédito: Reprodução/Globo

O pacote publicitário do futebol na Globo é um dos maiores da televisão brasileira (Crédito: Reprodução/Globo)

Após mais de 20 anos de parceria, a Ambev vai deixar de patrocinar as transmissões de futebol da Globo em 2021. E além dela, a Hypera Pharma, atual detentora do naming rights do estádio do Corinthians, também avalia uma saída em breve.

Oficialmente, a Ambev diz que está motivada a buscar novas formas de falar com seus consumidores, mas os efeitos econômicos da pandemia da covid-19 aceleraram o processo de retirada do patrocínio, segundo o UOL.



+ Fórmula 1 quebra contrato com a Rio Motorsports e volta a conversar com a Globo
+ Globo lança promoção no Premiere para recuperar clientes perdidos na pandemia
+ Conmebol esnoba Globo e fecha Libertadores com o SBT

Recentemente, a Hypera furou as políticas de menção da Globo a grandes empresas e fez a emissora carioca falar o nome do estádio do Corinthians, batizado de Neo Química Arena no início de setembro. A emissora é conhecida por se recusar a falar o nome de empresas que não a patrocinem, como por exemplo o time Red Bull Bragantino e a Copa Toyota Libertadores – um dos motivos que motivaram, inclusive, a ida do principal campeonato das Américas para o SBT no início do segundo semestre.

Além das duas empresas, a saída das Casas Bahia também era esperada para 2021, mas o contrato acabou renovado recentemente. Itaú, Vivo e General Motors foram outras companhias que renovaram seus patrocínios no mês passado e devem pagar R$ 311,7 milhões cada, aumento de R$ 4 milhões em relação ao que foi transferido para a Globo este ano.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Ao todo, o departamento de futebol da emissora deve receber R$ 1,8 bilhão com publicidade no ano que vem, o maior produto comercial de toda a televisão brasileira.