Meio ambiente

Furacão Jerry avança rumo às ilhas do Caribe

Furacão Jerry avança rumo às ilhas do Caribe

Foto de satélite divulgada pela Administração Oceânica e Atmosférica dos EUA em 19 de setembro de 2019 mostra o furacão Jerry - NOAA/RAMMB/AFP

A tempestade Jerry, que avançava rumo ao Caribe, tornou-se um furacão de categoria 1 nesta quinta-feira (19), mas representa pouco risco para uma área já afetada por vários desastres naturais, segundo serviços meteorológicos dos Estados Unidos.

“O epicentro de Jerry passará na sexta-feira perto ou ao norte das Ilhas de Sotavento, no sábado ao norte de Porto Rico e no domingo a sudeste das Bahamas”, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC), com sede em Miami, em seu boletim das 12H00 de Brasília.

Foram emitidos alertas de tempestade tropical para as próximas 36 horas no Caribe, entre Barbuda no sul e Anguila no norte. Nas ilhas francesas de Saint-Martin e Saint-Barthelemy, as autoridades locais lançaram preventivamente um alerta amarelo de ciclone.

Com ventos de 120 km/h, em média, a maré poderia criar “ondas mortais e fortes correntes”, em parte das Ilhas de Sotavento, na tarde desta quinta-feira, segundo o NHC.

Espera-se que o furacão gere entre 250 mm e 750 mm de chuvas em Barbuda, St. Martin, Anguila e Anegada, nas Ilhas Virgens Britânicas.

Também poderia haver precipitações de até 750 mm nas Ilhas Virgens e em Porto Rico.

A temporada de furacões no Atlântico, que dura até o final de novembro, se intensificou nas últimas semanas.