Economia

Fundos de investimento e plataformas de corretagem na berlinda nos EUA

Fundos de investimento e plataformas de corretagem na berlinda nos EUA

Logos da rede de lojas de videogames GameStop e do aplicativo de corretagem Robinhood - AFP/Arquivos

Do procurador-geral do Texas aos reguladores da bolsa nos Estados Unidos, os ataques se multiplicaram nesta sexta-feira (29) contra os grandes fundos de investimento de Wall Street e algumas plataformas de corretagem, suspeitos de terem manipulado a bolsa, ao limitar alguns intercâmbios de ações.

O procurador-geral do Texas, Ken Paxton, pediu nesta sexta informações a várias plataformas de corretagem, entre eles a Robinhood e a TD Ameritrade, sobre a limitação de transações em bolsa de títulos que foram alvo de compras em massa nos últimos dias.

“As grandes empresas de Wall Street não podem restringir o acesso do público ao livre mercado e não deveriam censurar as discussões sobre este tema, especialmente se é em benefício próprio”, criticou Paxton em um comunicado.

“Esta aparente coordenação entre ‘hedge funds’, plataformas de corretagem e servidores na internet para dissipar ameaças ao seu domínio do mercado é escandalosamente inédita e injusta. Cheira a corrupção”, disparou o procurador, que fez um pedido de informação com fins de investigação.



Enquanto isso, a SEC, que supervisiona e regulamenta a bolsa de Nova York, disse “vigiar e analisar de perto a extrema volatilidade do preço de algumas ações” após a disparada de títulos como GameStop ou a rede de cinemas AMC.

A SEC prometeu atuar para “proteger os pequenos investidores quando os fatores demonstrarem uma atividade abusiva ou manipuladora na bolsa que esteja proibida pelas leis federais”.

Vários legisladores também manifestaram sua indignação com a situação.

A presidente do Comitê de Finanças da Câmara de Representantes, Maxine Waters, anunciou na quinta-feira uma audiência parlamentar, ainda sem data prevista, sobre “a atitude predatória” dos fundos de investimentos.

– O fenômeno –

Desde o fim da semana passada, as ações da GameStop tiveram uma valorização incrível em Wall Street.

Referência histórica para os entusiastas dos videogames, as lojas GameStop estão longe de oferecer um modelo radiante de crescimento em uma era em que as compras online, os downloads e os jogos remotos superaram as vendas físicas.

Devido a estas dificuldades financeiras, as ações do grupo estão entre os principais alvos em Wall Street das vendas em ‘short’.

Esta prática, comum em grandes fundos de investimento, consiste em vender antecipadamente ações apostando em uma queda de seus preços com a finalidade de recomprá-las mais barato em data posterior, obtendo assim um ganho substancial.

Mas um grupo de “traders” que operam na bolsa, ansiosos por apostas financeiras arriscadas, propôs se opor a grandes nomes das finanças que vendem em “short” e começaram a comprar maciçamente ativos da GameStop para inflar seu preço.

Com três milhões de assinantes, o fórum WallStreetBets, do site Reddit, onde os usuários da internet se vangloriam de seus feitos ou, com mais frequência, de seus apuros na bolsa com memes e brincadeiras ousadas, foi a ferramenta principal usada neste movimento sem precedentes.

Resultado: alguns fundos tiveram que liquidar posições para comprar ações que esperavam que baixassem, a preços altos, com grandes perdas.

Os papéis da GameStop, que valiam 43,03 dólares na quinta-feira da semana passada, fechou nesta sexta a 325 dólares, com alta de mais de 650%.

Estas flutuações levaram várias plataformas de corretagem, entre elas o popular aplicativo Robinhood, a limitar os intercâmbios de algumas ações consideradas voláteis demais.

Charles Schwab, enquanto isso, controlador da TD Ameritrade, assegurou que não impôs a menor restrição, mas tomou as precauções necessárias “para se assegurar de que os clientes tivessem ativos suficientes para pagar suas compras de ações”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel