Ciência

Fundação Gates pede cooperação global em vacina para 7 bilhões de pessoas

Fundação Gates pede cooperação global em vacina para 7 bilhões de pessoas

Cerca de 100 possíveis vacinas contra COVID-19 estão sendo desenvolvidas e testadas por cientistas de todo o mundo - AFP

A Fundação Bill & Melinda Gates pediu nesta quarta-feira (15) cooperação global para preparar as vacinas COVID-19 para sete bilhões de pessoas, enquanto oferece 150 milhões dólares para o desenvolvimento de terapias e tratamentos para o vírus.

Embora seja provável que demore 18 meses para desenvolver e testar completamente uma vacina segura contra o coronavírus, autoridades e empresas globais precisam começar agora os planos para fabricá-la, disse o executivo-chefe da fundação, Mark Suzman.

G20 concorda com suspensão de pagamento de dívida de países mais pobres

Novas medidas elevam para R$ 284 bi custo de medidas contra pandemia

“É normal ter, no máximo, centenas de milhões de doses fabricadas”, disse Suzman.

“Quando você está lidando com um novo patógeno como a COVID-19, quando identificamos uma vacina bem-sucedida, precisamos de bilhões de doses”, acrescentou.

“Existem sete bilhões de pessoas no planeta”, lembrou. “Vamos precisar vacinar quase todos. Não há capacidade de fabricação para isso”.

Suzman anunciou que a fundação, criada e controlada pelo bilionário fundador da Microsoft Bill Gates e sua esposa Melinda Gates, vai adiciona 150 milhões dólares aos 100 milhões anunciados em fevereiro para ajudar nos esforços internacionais para combater a pandemia de coronavírus.

Grande parte do dinheiro é para apoiar o desenvolvimento de testes de diagnóstico da COVID-19, tratamentos terapêuticos e vacinas, e torná-los disponíveis globalmente, declarou.

Outra parte será para ajudar os países mais pobres do sul da Ásia e da África Subsaariana, que carecem de suprimentos, equipamentos e infraestrutura para combater a nova epidemia.

Mas a fundação tem como foco a preparação para a criação de uma vacina que possa efetivamente impedir a disseminação do coronavírus.

Cerca de 100 possíveis vacinas estão sendo desenvolvidas e testadas por cientistas de todo o mundo, disse Suzman.

Muitas podem dar esperanças em pequenos testes iniciais, destacou, mas a maioria falhará em testes maiores.

Cada vacina finalmente aprovada exigirá seu próprio processo de fabricação e, se as pessoas não começarem a se preparar dentro de meses, muito tempo será perdido, alertou.

“Não haverá retorno ao ‘normal’ até que haja uma vacina”, disse Suzman.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?