Giro

França supera 13.000 mortos por COVID-19, entre eles um menino de 10 anos

França supera 13.000 mortos por COVID-19, entre eles um menino de 10 anos

Funcionários de saúde desembarcam paciente infectado com COVID-19, transportado de um trem de alta velocidade em 10 de abril de 2020, em Bordeaux, França - AFP


Mais de 13 mil pessoas morreram na França desde o início da pandemia do novo coronavírus, das quais 987 apenas nas últimas 24 horas, entre as quais se registra a morte de um menino “de menos de 10 anos” na região parisiense, embora as causas de sua morte pareçam ter sido “múltiplas”, anunciou nesta sexta-feira (10) o diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon.

No total, 13.197 pessoas faleceram. Delas, 8.598 em hospitais (+554 em 24 horas) e 4.599 nas residências de idosos e pessoas portadoras de deficiência e centros médico-sociais (+433).

Com 7.004 pacientes em unidades de tratamento intensivo, o número diminuiu pelo segundo dia consecutivo, 62 a menos do que na quinta-feira, informou Jérôme Salomon, que qualificou a situação como “um pálido raio de sol”.

É uma “tímida melhora”, mas “muito importante para o conjunto do pessoal sanitário”, destacou.

“Parece que se esboça uma alta colina, com uma epidemia que segue muito dinâmica, muito heterogênea segundo as regiões, com muitas admissões; é por isso que devemos seguir totalmente vigilantes e mobilizados”, disse o número dois do ministério da Saúde em seu informe de imprensa diário.

Salomón informou sobre a “morte de um menino que estava em terapia intensiva, de menos de dez anos, na Île de France” (região parisiense). “Mas as causas dessa morte parecem múltiplas, apesar de que foi diagnosticado com uma infecção por COVID-19”.

Trata-se da primeira morte de um menino tão jovem na França, onde uma adolescente de 16 anos morreu no fim de março com COVID-19.