Negócios

Ford anuncia a demissão de 12 mil trabalhadores até 2020

A medida faz parte da estratégia da montadora em focar os investimentos no desenvolvimento e produção de modelos elétricos, híbridos e autônomos

Ford anuncia a demissão de 12 mil trabalhadores até 2020

A Ford afirmou que suspendeu linhas de produção na Rússia e que o mesmo deverá se expandir para França e País de Gales

A Ford anunciou a demissão de 12 mil trabalhadores na Europa até 2020, em uma reestruturação para recuperar o equilíbrio das contas. A medida faz parte da estratégia da montadora em focar os investimentos no desenvolvimento e produção de modelos elétricos, híbridos e autônomos. O mercado também enfrenta pressão para readequar os modelos à combustão nas novas normas ambientais, o que gera mais custos para as empresas.

A companhia afirmou que suspendeu linhas de produção na Rússia e que o mesmo deverá se expandir para França e País de Gales. Unidades na Espanha e Alemanha também sofrerão cortes de turnos.“Concluímos em grande parte consultas com parceiros sociais sobre ações de reestruturação”, disse à Reuters Stuart Rowley, presidente da Ford Europa.

Os 12 mil trabalhadores são empregados diretos da Ford ou de empresas parceiras da montadora. Aproximadamente 2 mil dos demitidos são funcionários fixos da montadora, enquanto a outra parte integra colaboradores com contratos temporários, disse a empresa. Segundo o anúncio, a maior parte dos cortes será feito através de aposentadorias e demissões voluntárias. No total, a Ford mantém 65 mil funcionários no continente.

Segundo entidades de fabricantes da Europa, a demanda por carros está diminuindo. A previsão é uma queda de 1% neste ano em comparação ao ano passado, somando 15 milhões de unidades.