Giro

Forças usam gás lacrimogêneo contra manifestantes antigovernamentais em Beirute

Forças usam gás lacrimogêneo contra manifestantes antigovernamentais em Beirute

A polícia e oficiais forenses trabalham no local da explosão no porto da capital libanesa, Beirute, em 5 de agosto de 2020. - AFP

As forças de segurança libanesas usaram gás lacrimogêneo nesta quinta-feira (6) para dispersar dezenas de manifestantes enfurecidos pela explosão de terça no porto de Beirute, que se tornou um símbolo da incompetência e corrupção das autoridades.

Os manifestantes destruíram lojas e jogaram pedras na polícia no bairro do parlamento, segundo a Agência Nacional de Informações.

A polícia reagiu e vários manifestantes ficaram feridos, de acordo com a agência.

Esses incidentes foram registrados às vésperas de uma grande manifestação antigovernamental, programada para sábado no país imerso em uma crise econômica sem precedentes.

A enorme explosão de terça-feira foi causada por um incêndio em um armazém no porto de Beirute, onde 2.700 toneladas de nitrato de amônio estavam armazenadas por seis anos.

A catástrofe deixou pelo menos 149 mortes, 5.000 feridos e dezenas de desaparecidos, além de deixar centenas de milhares de pessoas desabrigadas.

As autoridades libanesas dizem que o armazém explodiu após um incêndio.

As autoridades portuárias, alfandegárias e alguns serviços de segurança estavam cientes de que produtos químicos perigosos estavam armazenados lá. Eles se culpam mutuamente pela tragédia.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?