Economia

FMI: região da Ásia e Pacífico deve sofrer contração econômica de 2,2% em 2020

Crédito: Agência Brasil

China: única economia com previsão de crescimento para este ano (Crédito: Agência Brasil)

A região da Ásia e do Pacífico vai sofrer este ano uma contração econômica mais severa do que se pensava inicialmente, uma vez que vários mercados emergentes locais apresentaram forte desaceleração em meio ao combate da pandemia do novo coronavírus, segundo avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em relatório econômico regional, o FMI prevê agora que o Produto Interno Bruto (PIB) da Ásia e do Pacífico terá queda de 2,2% em 2020. Em junho, a previsão do Fundo era de retração de 1,6%.

Faturamento da IAG (British Airways e Iberia) cai 83% no 3º trimestre pela pandemia

Alemanha: índice GfK de confiança do consumidor para novembro cai a -3,1

O FMI disse que a revisão se deve a “uma contração mais intensa, principalmente na Índia, nas Filipinas e na Malásia. Por outro lado, o fundo revisou para cima sua projeção de crescimento da China este ano, de 1% para 1,9%, em função de uma recuperação maior do que se esperava no segundo trimestre. Para 2021, o FMI elevou sua previsão de expansão econômica da Ásia e do Pacífico, de 6,6% para 6,9%.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel